sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Arruda deve passar o carnaval preso

SÃO PAULO, 12 de fevereiro de 2010 - O governador licenciado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, já está há 24 horas na Superintendência da Polícia Federal. Arruda se entregou à polícia ontem (11) por volta de 18h e deve passar o carnaval preso.

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou pedido de habeas corpus feito pela defesa de Arruda. A decisão foi em caráter liminar e o mérito precisa ser avaliado pelo plenário.

O governador está preso em uma sala, sem grades, do Instituto Nacional de Criminalística, na sede da PF. A polícia não repassou mais informações sobre o local alegando razões de segurança.

Arruda recebeu visitas de advogados, do Secretário de Transportes, Alberto Fraga, e do Chefe da Casa Militar do DF, coronel Ivan Gonçalves.

O deputado distrital Benedito Domingos e o secretário de Relações Institucionais, Marcus Vinícius Brito, também estiveram na superintendência da PF mas não foi confirmado se eles estiveram com o governador.

O ex-secretário de Comunicação do DF Wellington Morais, o ex-diretor da Companhia Energética de Brasília (CEB) Haroaldo Brasil de Carvalho e o sobrinho e secretário particular de Arruda, Rodrigo Arantes, foram transferidos hoje da sede da PF, onde também estavam presos, para o presídio de Brasília, conhecido como Papuda.

O ex-deputado distrital Geraldo Naves ainda não se entregou e está sendo procurado pela polícia. as informações são da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário