sábado, 13 de fevereiro de 2010

FOLIA VASCAINA - Vasco vence o Fluminense nos pênaltis e está na final da Taça Guanabara


RIO - O Vasco é o primeiro finalista da Taça Guanabara. Após empate em 0 a 0 no tempo normal, o time de São Januário derrotou o Fluminense por 6 a 5 na disputa de pênaltis, no Maracanã, garantindo a folia da torcida. O jovem atacante Alan foi o único a perder sua cobrança, após 11 acertos das duas equipes. O outro finalista sairá apenas depois do Carnaval: Flamengo e Botafogo se enfrentam na Quarta-feira de Cinzas.

- Nosso objetivo foi alcançado, que era chegar na final. Não tem nada decidido, ainda temos que esperar o outro finalista, mas o grupo já está de parabéns por esse início de trabalho - comentou o técnico vascaíno, Vágner Mancini.

Os primeiros 45 minutos do clássico não empolgaram nenhum dos dois lados da arquibancada. Intolerante com qualquer entrada um pouco mais forte, o árbitro Gutemberg de Paula Fonseca distribuiu sete cartões amarelos num primeiro tempo de muita correria, mas poucos lances de perigo. O Vasco, mesmo com o trio Dodô-Carlos Alberto-Philippe Coutinho em campo, não fez o goleiro Rafael trabalhar em um lance sequer. Já o Flu, com Fred isolado na frente, assustou duas vezes, sempre com seu camisa 9. Logo no início, ele ganhou de Fernando no alto e de Titi na corrida para bater forte, mas Fernando Prass fez grande defesa. Aos 46, Fred recebeu ótimo passe de Conca mas demorou a chutar e permitiu o desarme de Souza.

A semifinal enfim pegou fogo na volta para o segundo tempo. Logo aos 30 segundos, Philippe Coutinho fez linda jogada pela esquerda e cruzou fechado mas Dodô não alcançou a bola. Aos seis, Élder Granja cabeceou livre mas Rafael salvou com os pés.

Com Alan no lugar de Bruno Veiga, o técnico Cuca corrigiu o posicionamento do Fluminense, que passou a atacar com mais objetividade. Aos dez, Mariano cruzou e Alan, sozinho, cabeceou para fora. Fred, que já tinha errado ao tentar encobrir Fernando Prass aos cinco, teve outra oportunidade aos 12, mas se jogou ao passar pelo goleiro, desistindo de completar a jogada e abrir o placar. Pela simulação, recebeu o cartão amarelo.

Depois do começo fulminante, o segundo tempo também caiu no marasmo da etapa inicial. Na última chance tricolor, Fred, aparentemente cansado, recebeu na área mas chutou longe, aos 30. O Vasco teve ótima chance aos 38: em cobrança de falta ensaiada, Carlos Alberto descobriu Élder Granja livre na área mas o lateral cruzou errado. Pouco depois, Magno desperdiçou a última oportunidade vascaína, batendo por cima do gol de Rafael.

A decisão da vaga, então, foi para os pênaltis. Apagado na partida, Dodô abriu a longa série de cobranças fazendo 1 a 0 para o Vasco. Fred fez paradinha, passou o pé sobre a bola e também marcou. Fernando, Gum, Márcio Careca, Cássio e Philippe Coutinho, com paradinha, Conca, Carlos Alberto e Marquinho também fizeram. Após o empate em 5 a 5, começou a série de cobranças alternadas. Nilton marcou para o Vasco, e o jovem tricolor Alan acertou o travessão, dando a vaga para o Vasco.

VASCO 0 X 0 FLUMINENSE (6 x 5 nos pênaltis)

Nenhum comentário:

Postar um comentário