domingo, 28 de fevereiro de 2010

Neymar brinca, ofusca Ronaldo e mostra quem é o fenômeno do Paulistão

Jovem atacante do Santos foi decisivo no clássico com o Corinthians. Fez um gol, o oitavo dele no Estadual, e ainda deu passe para outro, de André


Reprodução/SporTV

Neymar (dir) deu passe para o gol de André (esq)

Ronaldo carrega justamente o apelido de Fenômeno, mas neste Campeonato Paulista quem pode pegar emprestado essa alcunha é Neymar. No clássico deste domingo, na Vila Belmiro, o atacante, de apenas 18 anos, foi mais uma vez fundamental. Fez um gol e deu uma assistência na vitória do Santos por 2 a 1 sobre o Corinthians.

Logo de cara, um susto. Com cinco segundos de jogo, Ronaldo e Ganso trombaram no meio campo. O atacante do Corinthians caiu no gramado e levou as mãos ao joelho direito. Na verdade não foi nada grave, mas os jogadores ficaram preocupados. Passado isso, Neymar tratou de esquentar a partida.

Aos dois minutos, o jovem atacante do Santos recebeu ótimo passe de Paulo Henrique Ganso na grande área e tentou tocar na saída do goleiro do Timão, que fez boa defesa. Pouco depois, aos sete, pênalti para o Peixe. Na cobrança, Neymar. Era a chance de abrir o marcador, mas o santista não contava com grande defesa de Felipe.

Enquanto isso, lá na frente, isolado, Ronaldo sumia em campo. Com o meio campo do Corinthians sem criatividade, o camisa 9 não participava muito do jogo. Porém, quando ele resolveu aparecer, o perigo veio junto. Aos 24, o Fenômeno deu belo passe para Dentinho tentar de bicicleta, e em seguida, aos 25, chutou da entrada da área.

O fôlego na nova geração, no entanto, prevaleceu no primeiro tempo. Aproveitando a fraca marcação do adversário no meio, o Peixe tocou bem a bola e Marquinhos apareceu bem para servir Neymar na grande área, aos 32. O atacante santista dominou com categoria e bateu colocado, sem chance para Felipe (veja no vídeo abaixo).

Com a bola rolando no segundo tempo, Neymar voltou a brilhar. Além de infernizar a zaga do Corinthians com os seus dribles, o garoto resolveu também atuar de armador. Aos 14 minutos, após receber lindo passe de trivela de Marquinhos, ele dominou no peito e rolou para André chutar de primeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário