domingo, 28 de fevereiro de 2010

Sindicalistas querem diminuição no abuso nas horas trabalhadas


Membros do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Ceará (Sindsaúde) fizeram uma grande manifestação na manhã desta sexta-feira (26), em frente ao Hospital Regional de Iguatu que é gerido pela administração municipal. Este movimento contou com a presença da presidente em exercício do sindicato, Marta Brandão que veio diretamente de Fortaleza para se solidarizar com o movimento iguatuense.

A diretora da região Centro-Sul, Sílvia Helena, disse que o movimento está engajado para que o aumento na carga horária dos funcionários da saúde nos hospitais iguatuenses seja revisto, pois houve um aumento de horas trabalhadas mensalmente infringindo às leis trabalhistas.

O normal de acordo com o Sindsaúde seria de 156 horas mensal e a administração municipal subiu para 191 horas mensais trabalhadas. Os sindicalistas acham um abuso e mostraram indignação, prometendo levar à justiça este caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário