sexta-feira, 14 de maio de 2010

Nem PT, nem PSDB. O grande inimigo é o PMDB

Por: Andre Balocco

Há um cancro na política brasileira que poucos se dão conta - e quem dele participa não pode posar de bonzinho. O nome deste cancro é Partido do Movimento Democrático Brasuileiro, ou PMDB. Esta sigla, que no passado representou a luta contra o autoritarismo que torturava e calava a oposição, infelizmente se transformou no esteio do que há de pior no sistema partidário nacional. Haja o que houver, o PMDB estará no governo - seja ele do PT, do PSDB, do DEM ou até mesmo do PC do B. O adesismo de seus membros chega a ser inacreditável.

Enquanto PT e PSDB, dois partidos que, meno male, têm nomes honrados da nossa política, se digladiam pela hegemonia política nacional, o PMDB senta-se no trono, majestoso, e negocia. Haja o que houver, aconteça o que aconteçar, ganhe quem ganhar, ataque-se quem se atacar, aposto todas as minhas fichas que em 2011 o PMDB terá ministérios e cargos no governo - seja ele Dilma Roussef, seja ele José Serra. Até mesmo a simpática verde Marina Silva será refém dele.

Partido sem a menor identidade ideológica - ao contrário do seu passado glorioso - serve como receptor de políticos (?) de vários matizes, desde Orestes Quércia e o MR-8 (grupo guerrilheiro nos anos 60) até Pedro Simon, aquele que fez voto de pobreza mas antes doou seu patrimônio a parentes. Tem ainda Jáder Barbalho (argh!), José Sarney (....), Jorge Picciani e...bem, deixa pra lá. Monte você o seu top 10 do PMDB. Enfim, é um partido que serve para abrigar políticos personalistas que perdem espaço em suas agremiações de origem - casos de Sérgio Cabral (ex-PSDB), Paes (ex-PSDB), Garotinho (PDT, PMDB e agora num partideco) e Cesar Maia (PTB, PMDB e hoje DEM). Há outros menos cotados como Paulo Duque, senador (é brincadeira!) pelo Rio.

Enfim, a elite, nós, nos digladiamos, acusando o PSDB e o PT de isso e de aquilo, e esquecemos que o inimigo comum, que o grande responsável por esta balbúrdia partidária, o verdadeiro procrastinador, aquele que mantém o status quo político, aquele que impede a evolução natural da política brasileira, é o PMDB.

Então, queridos, um sugestão:

NÃO VOTEM NO PMDB!

Nenhum comentário:

Postar um comentário