quinta-feira, 22 de julho de 2010

Menina internada por suspeita de tortura tem morte cerebral

RIO DE JANEIRO - Médicos constataram que a menina de 5 anos que foi internada na terça-feira, no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Amiu, em Botafogo, no Rio, teve morte cerebral técnica, segundo o conselheiro tutelar Edmilson Ventura. A suspeita é que ela tenha sido espancada e torturada pelo pai, um advogado. De acordo com Ventura, a criança apresentava hematomas que evidenciam maus-tratos. "Infelizmente é um caso típico de alienação parental onde a criança fica em terceiro plano".

A mãe da menina é médica e mora em Campos do Jordão, São Paulo. O pai conseguiu a guarda da menina por 90 dias na justiça. O advogado alega que a criança sofria crises de convulsão e que a mãe não teria os medicamentos que a criança precisava tomar. Segundo o pai, a menina teve convulsões que ocasionaram os ferimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário