quarta-feira, 14 de julho de 2010

Professor é preso suspeito de abusar sexualmente de 3 crianças em SP




SÃO PAULO - Um professor que prestava serviços para a prefeitura de Rincão, na região central do estado de São Paulo, foi preso nesta quarta-feira por suspeita de abusar sexualmente de três crianças. O acusado, de 32 anos, que não teve a identidade divulgada, é coordenador de Esportes na prefeitura há três anos e foi preso em casa. As vítimas têm entre 10 e 11 anos. O profissional de educação física estava sendo investigado desde fevereiro, quando foi aberto inquérito para apurar denúncias de pedofilia.

A prisão aconteceu depois que as famílias e as crianças envolvidas no caso registraram boletim de ocorrência, porque estariam sendo pressionadas pelo professor para retirar a queixa.

De acordo com a polícia, o professor levou três meninos para um campo de futebol. Ele prometeu que eles fariam parte do time de futebol infantil da cidade. Depois do treino, já no vestiário, o homem teria assediado sexualmente as crianças.

- Ouvimos as crianças, foi feito o exame de corpo de delito e constatado o estupro - disse o delegado Antônio Carlos Silva.

A mãe de um dos meninos, que preferiu não se identificar, foi quem descobriu o abuso. Ela disse que ouviu as crianças comentando e o filho contou o que aconteceu.

Desde então, ela explicou que a rotina do filho mudou.

- Ele não foi mais à escola, é vitima de violência e agressões verbais - disse.

Uma outra mãe soube do caso pelo Conselho Tutelar. Ela contou que, além da vergonha, vive com medo. Na segunda-feira, atearam fogo em uma toalha na porta dos fundos da casa dela. A mulher acredita que é uma ameaça por causas das denúncias de abuso.

- Durante a investigação, houve ameaças e nós representamos pela prisão preventiva dele - disse o delegado.

Segundo o diretor de Esportes de Rincão, Pascoal Pavoni, o contrato do professor foi rescindido assim que as denúncias chegaram à Polícia Civil. Ele ainda disse que as aulas de futebol devem voltar até o final do mês com outro professor.

O suspeito foi levado para a Cadeia de Serra Azul e responderá por estupro de vulnerável e coação do curso de processo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário