domingo, 9 de janeiro de 2011

Salário mínimo do Brasil é um dos piores do continente


O poder de compra do salário mínimo no Brasil ainda é um dos piores da América Latina, segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho).

Os dados se referem a 2009 e consideram 24 países latino-americanos. Segundo a organização, o mínimo no Brasil é o 16º na lista (com poder de compra equivalente a US$ 286, o que corresponderia ontem a R$ 483).

O valor é inferior, por exemplo, ao dos mínimos de Honduras, Paraguai e El Salvador.

A paridade do poder de compra (ou PPC) é um medidor do custo de vida de um país que busca relativizar as diferenças de ganhos.

Por exemplo, o salário mínimo no Brasil hoje é superior ao peruano (R$ 360), mas, no país vizinho, os bens e serviços são geralmente mais baratos, o que torna o seu poder superior ao brasileiro (US$ 334 a US$ 286).

Mas ainda há quem comemore esse aumento de R$ 30,00 no salário, mas a nova presidente fala em diminuir a desigualdade social, como ? se da um aumento insignificante ao mínimo e dar um aumento absurdo para os parlamentares inclusive o seu salário. Não posso me alegre com um aumento tão insignificante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário