quinta-feira, 3 de março de 2011

VERGONHA - PDT foi excluído por não estar ‘100% afinado com governo’, diz ministro

Por Central de Notícias

A presidente Dilma Rousseff realizou nesta quinta-feira (2), no Palácio do Planalto, uma reunião com líderes dos partidos da base aliada na Câmara dos Deputados para agradecer a aprovação da proposta do governo de reajuste do salário mínimo para R$ 545. Dentre os 15 líderes de partidos da base, não estava o do PDT, Giovanni Queiroz (PA). Segundo o ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, o PDT não foi convidado para participar da reunião por não estar “100% afinado com o governo”.

Nove deputados do partido do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, se aliaram à oposição na votação de emendas que aumentavam o mínimo para R$ 560 e R$ 600. “A reunião de hoje foi uma reunião em que a presidenta convidou os líderes que estão 100% afinados com o governo. [...]. Não foi retaliação porque não trabalhamos com retaliação. O PDT continua no governo”, disse Luiz Sérgio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário