quinta-feira, 28 de abril de 2011

Açude Faé em Quixelô ja esta sangrando

Quixelô CE 28 de abril de 2011 - Desde ontem a noite que o açude Faé em Quixelô esta sangrando, isso devido as chuvas caídas no município desde o dia 22 de abril. O açude Faé é o maior reservatório de agua de Quixelô, a sangria do mesmo traz tranqüilidade para os moradores do vale do Faé e até mesmo da sede do Município uma vez que é quem abastece a barragem o que garante agua no sub solo e abastecendo os poços amazonas que abastecem a cidade. Em breve estaremos divulgando fotos da sangria do referido açude.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

SESC realiza passeio ciclista dia 1º de Maio

Quixelô CE - 1º de maio é dia de Ciclo SESC – Lazer, Esporte e Saúde no dia do TrabalhadorO SESC comemora o Dia do Trabalho com mais uma edição do já tradicional Ciclo SESC. O passeio ciclístico acontece simultaneamente em Fortaleza, Crato,
Juazeiro do Norte, Iguatu e Sobral.

Na região Centro Sul, os municípios de Acopiara, Piquet Carneiro, Quixelô, Orós, Cariús e Jucás também realizarão o passeio. O evento é uma opção para que comerciários e demais trabalhadores possam aproveitar o feriado de forma saudável e divertida, unindo seus amigos e familiares, em um momento de descontração.Além de estimular a prática de atividades físicas, a idéia é promover um processo de socialização entre os participantes e uma maior integração destes.

Em Quixelô, a concentração será às 7 horas no centro cultural Jovino Batista e os organizadores contam com uma estimativa de 3.00 inscrições. Após receberem as camisas e bonés do evento, os participantes saem às 8 horas para percorrer as principais ruas da cidade, em um percurso de aproximadamente 6Km.

Na chegada, os participantes ainda podem participar do sorteio de cinco bicicletas.

Inscrições até o final do mês de abril no centro Cultural Jovino Batista, na sexta haverá inscrições no bairro COHAB I das 08:00 da manha até o meio dia, as inscrições serão feitas pela equipe da secretaria de cultura e desporto de Quixelô
A inscrição será 1 kg de alimento não-perecível, com arrecadação a ser revestida para a pastoral da criança

Juninho Pernambucano assina contrato e retorna ao Vasco da Gama

Dez anos depois de ter vestido pela última vez a camisa cruzmaltina, o meia Juninho Pernambucano, um dos maiores ídolos do Vasco retorna a São Januário, por amor ao clube, a torcida e a pedido do presidente Roberto Dinamite.


A diretoria vascaína acertou o retorno do jogador que estava no Al-Gharafa, do Qatar, nesta última terça-feira (26). Roberto Dinamite, o presidente da Assembléia Geral, Olavo Egydio Monteiro de Carvalho e o empresário do jogador, José Fuentes, estiveram nesta semana no Qatar, resolvendo os últimos detalhes do acerto. Emocionado, Juninho falou da alegria de poder retornar para o clube do seu coração.

“Estou retornando ao Vasco por duas instituições deste clube que são a sua torcida linda e fantástica e seu presidente, homem simples e do bem. Eu precisava fazer isto e sempre disse que o que faltava era iniciativa. Em 2009, Rodrigo Caetano me mandou um e-mail e conversamos. A coisa não andou. Faltava o projeto, o encaminhamento de uma proposta de trabalho. E este ano, com a ajuda do próprio Rodrigo e do Fuentes, Roberto esteve em Recife e ali sacramentei minha volta. Estou muito feliz”, comentou Juninho.

domingo, 24 de abril de 2011

Aluno do Projeto Segundo Tempo é convidado para jogar no Vasco da Gama

Maxwell Valério participava do núcleo de Antonina do Norte

Um garoto do Projeto Segundo Tempo do Governo Federal Maxwell Valério Cândido, de 13 anos de idade, ex-aluno do Projeto Segundo Tempo do núcleo de Antonina do Norte-CE, que graças ao seu talento no futsal, foi convidado para atuar no time Vasco da Gama do Rio de Janeiro.

O jovem talento despertava a atenção entre os amantes do futsal da região dos Inhamuns, e neste último mês com a vinda de um representante do clube carioca até seu município, teve a chance que ele esperava. Ao observar a atuação do garoto, representantes do time cruzmaltino decidiram convidá-lo para fazer parte do time em sua devida categoria. Hoje, já esta atuando pelo Vasco ganhando todas as partidas disputadas até agora.

"É dando oportunidade para prática esportiva aos nossos jovens que revelaremos talentos em todas as modalidades", afirmou o secretário-adjunto da Sesporte, Márcio Lopes.

Segundo Tempo - Em uma iniciativa conjunta do Ministério do Esporte e da Secretaria do Esporte do Estado, o Programa Segundo Tempo tem democratizado o acesso à prática esportiva nos estabelecimentos de ensino formal e não formal, efetivando o preceito constitucional que define o esporte como direito de cada um.

O Programa oferece atividades esportivas no contra-turno escolar com finalidade de colaborar para a inclusão social, bem-estar físico, promoção à saúde e do desenvolvimento integral de crianças e adolescentes residentes em comunidades carentes do Estado. Ao todo, são 233 núcleos em todo o Ceará, atendendo mais de 46 mil crianças e adolescentes

Entidades lançam manifesto contra relatório Aldo Rebelo

imagemCrédito: 4.bp.blogspot


Brasília

Foi lançado na sexta (08/04) em Brasília, por várias entidades da sociedade civil que participam dos movimentos social e ambientalista, um manifesto contra a aprovação do relatório Aldo Rebelo para a mudança do Código Florestal. Segundo as entidades, as mudanças previstas pelo relatório do deputado do PC do B de São Paulo só favorecem o agronegócio e o modelo de agricultura baseado na utilização em larga escala de agrotóxicos. Além disso, elas possibilitarão o desmatamento sem critério de biomas altamente ameaçados, como o Cerrado, a Caatinga e a Amazônia.

A Conservação Internacional (CI-Brasil) é uma das signatárias do documento, que defende a manutenção das Áreas de Proteção Permanentes (APPs). Essas áreas protegem os topos de morros e as margens de córregos e rios, evitando deslizamentos de terra e o asseoramento dos cursos d´água e permitindo a manutenção dos serviços ecossistêmicos providos pelos recursos naturais.

“Não acredito em suicídio. É incompreensível que a proposta Rebelo, apoiada pelos produtores rurais, não leve em consideração a necessidade de conservar água, solos, serviços ambientais e a biodiversidade, como se fosse possível sobreviver sem esses recursos”, declarou Paulo Gustavo Prado, diretor de Política Ambiental da CI-Brasil.

O manifesto defende também o tratamento diferenciado para as propriedades de agricultura familiar e é assinado por diversas entidades de defesa dos pequenos agricultores, como o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e a Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (FETRAF).

Leia abaixo a íntegra do manifesto:

Por uma lei florestal justa e efetiva: não à aprovação do relatório Aldo Rebelo para mudança do Código Florestal

Está para ser votado na Câmara dos Deputados um dos maiores crimes contra o nosso país e sua imensa biodiversidade: a destruição do Código Florestal. A nossa lei que protege as margens de rios e as encostas da erosão e dos deslizamentos, que mantém parte de nossas florestas, cerrados e caatingas preservados e que estimula o manejo sustentável de nossas riquezas naturais está na mira da bancada ruralista! Alegando que a lei atrapalha o agronegócio brasileiro, os ruralistas encomendaram ao deputado Aldo Rebelo (PC do B/SP) uma proposta de alteração que está prestes a ser votada e que, dentre outras coisas, pretende:

a) anistiar os desmatamentos ilegais realizados em APPs até 2008: não será mais necessário recuperar os desmatamentos ilegais realizados em encostas, beiras de rio e áreas úmidas, beneficiando quem desrespeitou a lei e prejudicando a sociedade, que terá que conviver para sempre com rios assoreados, deslizamentos de encostas, águas envenenadas, casas e plantações levadas por enchentes, dentre outros.

B) diminuir a proteção aos rios e topos de morro: prevê que os rios menores, justamente os mais abundantes e frágeis, terão uma proteção menor, que pode chegar a ¼ da atual. Da mesma forma, retira toda e qualquer proteção aos topos de morro, áreas frágeis e sujeitas a deslizamentos e erosão em caso de uso inadequado. Somada à anistia, significará uma perda muito significativa de proteção a essas áreas.

C) diminuir a reserva legal em todo o país: isenta os imóveis de até 4 módulos fiscais de recuperar a reserva legal, e para todos os demais diminui a base de cálculo, o que significa diminuir ainda mais uma área que já é considerada por todos como pequena para proteger a biodiversidade. Isso sem contar a possibilidade de fraude, com fazendas maiores se dividindo artificialmente para não ter que recuperar as áreas desmatadas.

D) permitir a compensação da reserva legal em áreas remotas, sem nenhum critério ambiental: passando a levar em consideração apenas o valor da terra, e não a importância ambiental ou a necessidade de recuperação ambiental da região onde ela já deveria estar. Essa proposta terá repercussões na estrutura agrária em todo o país, expulsando agricultores familiares e camponeses, povos indígenas e quilombolas.

E) possibilitar que municípios possam autorizar o desmatamento: o que significa criar o total descontrole na gestão florestal no país, já que são muitos os casos de prefeitos que têm interesse pessoal no assunto, configurando um inadmissível conflito de interesses. Para quem defende essa proposta, o que interessa é manter monoculturas envenenadas com agrotóxicos, movidas a trabalho escravo e permitindo uma destruição ambiental constante. Não é isso que interessa ao país.

Nós, organizações ambientalistas, movimentos sociais do campo e sindicalistas de todo o Brasil, defendemos valores e práticas bem diferentes. Por isso defendemos uma proposta diferente para o Código Florestal, que deve prever, dentre outros:

f) Tratamento diferenciado para a agricultura familiar, que tem no equilíbrio ambiental um dos pilares da sua sobrevivência na terra, com apoio técnico público para recuperar suas áreas e gratuidade de registros;

g) Desmatamento Zero em todos os biomas brasileiros, com exceção dos casos de interesse social e utilidade pública, consolidando a atual tendência na Amazônia e bloqueando a destruição que avança a passos largos no Cerrado e na Caatinga;

h) Manutenção dos atuais índices de Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente,mas permitindo e apoiando o uso agroflorestal dessas áreas pelo agricultor familiar;

i) Obrigação da recuperação de todo o passivo ambiental presente nas Áreas de Preservação Permanente e Reserva Legal, não aceitando a anistia aos desmatadores, mas apoiando economicamente aqueles que adquiriram áreas com passivos para que recuperem essas áreas;

j) A criação de políticas públicas consistentes que garantam a recuperação produtiva das áreas protegidas pelo Código Florestal, com a garantia de assistência técnica qualificada, fomento e crédito para implantação de sistemas agroflorestais, garantia de preços para produtos florestais e pagamentos de serviços ambientais;

A sociedade brasileira exige do Congresso Nacional e da Presidente eleita que este relatório nefasto não seja aprovado, e que em seu lugar seja colocado um texto que interesse a todos os brasileiros, ou seja, que não diminua a proteção de áreas ambientalmente importantes, mas que crie condições para que elas sejam efetivamente protegidas.

Por isso milhares de pessoas estão organizadas para gritar: NÃO AO RELATÓRIO DA BANCADA RURALISTA! POR UM CÓDIGO FLORESTAL QUE DE FATO GARANTA PRODUÇÃO E PROTEJA AS FLORESTAS!

Associação Brasileira dos Estudantes de Engenharia Florestal – ABEEF

Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida – APREMAVI

Associação dos Servidores da Reforma Agrária em Brasília – ASSERA

Associação dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente e do Ibama – ASIBAMA

Comissão Pastoral da Terra – CPT

Confederação Nacional dos Servidores do Incra – CNASI

Conselho Indigenista Missionário – CIMI

Conselho Pastoral de Pescadores

Conservação Internacional – CI-Brasil

Crescente Fértil

Federação dos Estudantes de Engenharia Agronômica do Brasil – FEAB

Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar – FETRAF

Fundação SOS Mata Atlântica

Greenpeace

Grupo Ambientalista da Bahia – GAMBA

Grupo de Trabalho Amazônico – GTA

Instituto Centro de Vida – ICV

Instituto de Estudos Socioeconomicos – INESC

Instituto Socioambiental – ISA

Mira Serr

Movimento das Mulheres Camponesas – MMC

Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB

Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA

Movimento dos Pescadores e Pescadoras Artesanais – MPP

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST

Pastoral da Juventude Rural – PJR

Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário – SINPAF

Sociedade Chauá

Via Campesina

Vitae Civilis

Fonte: http://www.ivanvalente.com.br/2011/04/entidades-lancam-manifesto-contra-relatorio-aldo-rebelo/

sábado, 23 de abril de 2011

projeto da Secretaria de agricultura de Quixelô é destaque no Jornal Diario do Nordeste.

Piscicultura gera emprego em Quixelô

Projeto de criação de tilápias em tanques-redes, na bacia do Açude Orós, no Sítio Boa Vista do Jiqui, em Quixelô




Quixelô Depois de experiências exitosas de criação de tilápia em tanques-redes em Orós, Várzea Alegre e Lavras da Mangabeira, chegou a vez deste Município, localizado na região Centro-Sul, colher os frutos de três projetos de piscicultura que foram implantados em 2010. A atividade está em expansão, gera emprego no sertão e amplia a renda familiar do sertanejo.

Os projetos foram implantados nas localidades de Ilha Grande, Boa Vista e Jequi, em águas da bacia do Açude Orós, beneficiando 44 famílias. O clima entre os antigos pescadores artesanais, que agora são produtores de tilápia em cativeiro, é de contentamento e disposição para o trabalho.

Diariamente, eles acompanham 340 gaiolas em produção. De acordo com dados da Secretaria de Agricultura do Município, desde outubro passado que mensalmente são produzidas 10 toneladas em cada projeto. Em média, cada unidade do pescado pesa 750 gramas. O peso é ideal e abre as portas do mercado consumidor na região e também em Fortaleza.

A renda média mensal das famílias beneficiadas com a atividade é de R$ 500,00. "Todos estão satisfeitos e os projetos já estão em expansão", anunciou a secretária de Agricultura do Município, Marta Rocha. "Até o fim deste ano vamos dobrar a produção e o número de pessoas atendidas no projeto". Outras comunidades a serem atendidas são Córrego e Vassouras.

Nesta semana, foram coletados 25 mil quilos de pescado. Houve festa e mobilização nas três comunidades. "É um projeto que está dando certo", comemorou a presidente da Associação dos Aquicultores de Quixelô, Gessilene Josino de Araújo. O aumento do consumo de pescado na Semana Santa contribuiu para a venda de todo o estoque de tilápia nas gaiolas.

O projeto de piscicultura foi financiado pelo Banco do Brasil, por meio do programa de Desenvolvimento Regional Sustentável (DRS), com recursos oriundos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Os produtores dispõem de dois anos de carência e cinco anos para liquidarem o financiamento. A parcela anual é de R$ 27 mil.

A ação faz parte do plano de desenvolvimento do Município, implantado na administração atual. "Temos projetos produtivos de piscicultura e frutíferas que estão caminhando com sucesso, gerando emprego e renda no campo", frisou o prefeito Gilson de Souza. "O nosso esforço é para ampliar a produção e retirar o atravessador da intermediação das vendas".

Uma equipe do Projeto São José, do Governo do Estado, visitou esta semana as três comunidades produtoras de tilápia em cativeiro. O Município apresentou a necessidade de ampliação dos projetos a partir da aquisição de uma fábrica de gelo, de unidade de beneficiamento, câmara frigorífica, de estocagem e de um veículo utilitário para o transporte e comercialização do pescado.

A ideia é agregar valor ao produto. Além da venda do pescado "in natura", serão produzidos filés, bolinhas, linguiças e outros derivados. "Com essas ações, a renda das famílias produtoras vai aumentar", prevê Marta Rocha. "A nossa expectativa é de crescimento". Os grupos também vendem o pescado para a merenda escolar por meio de programa de apoio à agricultura familiar.

Sensibilização

Antes de o projeto ser implantado, houve reuniões de sensibilização dos pescadores artesanais, acostumados a retirar do Açude Orós o sustento da família, mas de forma precária. O êxito da nova atividade exige organização dos grupos, noções de gerenciamento, divisão de trabalho e gestão de negócios. Os produtores foram capacitados por meio de treinamentos ofertados pelo Sebrae, CVT e o programa DRS. É uma exigência do Banco do Brasil para a liberação dos recursos.

Os produtores visitaram outros projetos de piscicultura no Açude Castanhão e em outros reservatórios da região. "No início, não acreditávamos, havia medo de não dar certo, mas vimos que é viável", comentou a presidente da Associação de Produtores de Ilha Grande, Derlange Soares.

MAIS INFORMAÇÕES

Secretaria de Agricultura do Município de Quixelô

R. Pedro Gomes de Araújo, S/N, Centro

Telefone: (88) 3579. 1210

quinta-feira, 21 de abril de 2011

QUIXELÔ REGISTRA CHUVA DE 140 MM.

Quixelô CE- Na madrugada de hoje dia 21 de abril caiu uma chuva de 140 mm no Município de Quixelô. Ha uma previsão de que a Barragem local registre a maior cheia do ano, ja que os riachos que abastecem a mesma estão todos cheios. O açude dos angicos esta faltando menos de metro para sangrar, ja o açude do sítio Paus de Leite do Faé ja esta sangrando. Esta sangrando também a barragem do sítio Faé.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

TRADIÇÃO DOS CARETAS É MANTIDA EM QUIXELÔ

Quixelô CE - Todos os anos um grupo de senhores do sítio Paus de Leite do Faé, se organizam e fazem a tradicional festa dos caretas, uma tradição de varios anos que vem passando de geração em geração, os mesmos se vestem e saem pelas comunidades vizinhas e também algumas cidades a procura de prendas para serem ofertadas, na festa de encerramento que acontece no sábado de aleluia, tudo que é arrecadada durante as visitas é colocado em um semicírculo, um espaço montado pelos caretas onde são expostos as prendas e também é colocado o boneco do Judas o qual será incinerado logo depois da meia noite. As pessoas tentam roubar as prendas que são colocados no semicírculo e são perseguidos pelos caretas com pinholas, uma espécie de chicote feito de sola ou trançados de meia e tecido de malha. Em 2011 o grupo de caretas dos sítio Paus de Leite contou com o patrocínio do Vereador Adil Vieira/PMDB, que mandou confeccionar todas as roupas de forma padronizada. A secretaria de cultura de Quixelô colaborou com os mesmos através do secretário Ailton Fernandes, que foi o criador dos figurinos e fez o acompanhamento da confecção dos mesmos. Neste sábado dia 23 de abril acontecerá a grande festa de encerramento na quadra da Dona Neuma no referido sítio. O grupo é coordenado pelo Senhor Miguel e também pelo Alfredo Junior.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

ONZE CRIANÇAS METRALHADAS, SOB O OLHAR DA DISFAÇATEZ


Matéria postado por José Maria Costa estamos repassando aos nossos leitores

No dia 07 de Abril de 2011, não precisava a Presidente Dilma Roussef chorar, diante das câmeras de TV, ela não é o Lula. Nem o governador do Estado do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, repetir como se fosse um papagaio pirateado que o terrorista era um psicopata, nem o Eduardo Paes, Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, fazer caras e bocas. Muito menos o Ministro da Educação o Dr. Fernando Haddad, fazer um discurso populista, no estilo enga-me que eu lambo os dedos. Nem a Maria do Rosário, defensora dos Direitos Humanos, expor os seus olhos violetas arregalados, saltitante em dor e comoção.

Toda essa promiscuidade politiqueira, teria sido evitado, se o homem bala Wellington Meneses de Oliveira, não tivesse metralhado onze crianças, não teria banhado o País com sangue inocente, se houvesse simplesmente e, tão simplesmente, um segurança controlando o acesso ( o entra e sai) de pessoas, à porta da Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro de Realengo na Cidade do Rio de Janeiro.
Mas, diante dessa carnificina infanto-juvenil, EU, e o Brasil inteiro perguntamos:

- Que, é o ( ir ) responsável, por essa desgraça ?
- Ninguém ?!

Será que a nossa honrosa OAB ( Ordem dos Advogados do Brasil ), não vai se manifestar ?
Será que o nosso glorioso Ministério Publico, não vai colar as digitais da Justiça, na bunda dessa patota ?
Ah, não ! Tem que haver culpados sim. Foram onze crianças que tiveram a vida seifadas, por que naquela manhã de 07 de Abril, ousaram sair dos seus lares, do seio de seus familiares, para serem trucidadas, sacrificadas e metralhadas, em uma Escola Municipal, como se aquele lugar fosse um ABATEDOURO HUMANO. Aquelas crianças, só foram ali para estudar, e sonhar um dia ter dias melhores em suas vidas.
Certamente, alguém disse a elas. É estudando que cresce-se na vida. E estudar, estuda-se em Escolas, e nunca a fizeram saber que Escola é sinonimo de abatedouro.

A Escola Publica no Brasil, é uma esculhambação. É a continuidade do achincalhamento, parece mais com uma prostituição pedagogica. Nem amorroidas, tem o tratamento que dispensa-se à alunos e professores, da Rede Publica de Ensino, neste Brasil varonil.
A Escola Publica no brasil, é a tradução da avacalhação, do constrangimento, da vergonha, do faz-me rir, enfim, é o atraso legalizado e patrocinado por Estados e municípios.

Todos os dias e a qualquer momento, os Prédios das Escolas Publicas no brasil, são invadidos por traficantes, aliciadores, delinquentes e tudo o mais que há de horripilante, na chamada Sociedade Civil, com a benção, a inércia e a omissão do Estado Brasileiro, quando ali deveria ser " o lugar ", para formar crianças e adolescentes.

O terrorista, banhou o País com 66 disparos. Recarregou a arma 09 vezes e matou onze crianças, ferindo outros tantos, e colocando de joelhos, todos aqueles engravatados que são os amantes e defensores das armas e dos Armados.

O Secretário da (des ) Segurança do Estado do Rio de Janeiro ( Beltrame ), dissera que isso era um caso isolado. Eles são assim. Quando teem que permanecerem calados, falam asneiras. Que caso isolado, cara pálida ? Lembram do Mateus Meira, aquele estudante de Medicina, que em São Paulo, invadiu o cinema de um Shopping, e metralhou outros tantos de gente ? Que isolado ? pensam que eu esqueci ? Esta pachorra está virando rotina. Uma vez no Cinema. A segunda vez, em uma Escola Municipal, e a terceira vez, ou a quarta ou a quinta vez, aonde acontecerá ? Ou estamos preparados para Escolas, Cinemas e outros, transformarem-sem e ABATEDOUROS ?

No Senado federal, o Presidente Jose Sarney, olhou os dedos, a simpatia, cossou o bigode e disparou em marimbondos de fogo dizendo, que o País precisa ter tolerância ZERO, com o armamento.
Logo ele o Sarney, cuja a filha Roseana Sarney, é governadora do Estado do Maranhão, aonde o item EDUCAÇÃO, é uma PROSTITUIÇAO LATENTE, no final do ano de 2010, patrocinou uma Reciclagem de professores, e a esses profissionais , forneceu comida estragada, onde a sua maioria foram atacados por vômitos e diarréia, e por pouco não houve óbitos.

Neste momento de lamento e dor dos familiares, esses papagaios politiqueirtos fantasiados de psicólogos sociais e oportunistas, não perdem a oportunidade de subirem a puleiro e tagarelar.
Tergiversam todos. A todo momento, com a mesma facilidade em que trocam cuecas endinheiradas e calcinhas rendadas.

1 - Por que falta dinheiro, para colocar-se dois policiais fardados, nas portas das Escolas Publicas, protegendo as pessoas ?
2 - Por que não falta dinheiro para o Caixa Dois, para a Campanha Politica ou mesmo para alimentar o mercado especulativo de banqueiros e Empŕesas de Transportes, que bancam Campanhas de aliados ?
3 - Por que não falta dinheiro, para bancar, os políticos e o seus alinhados bate-paus ?
Alunos e Professores no Brasil, sempre que reivindicam melhorias, são recebidos pela Policia Militar, pelos seus coturnos, suas balas de borrachas, seus cacetetes e baionetas. Em um País civilizado, seriam recebidos, por uma Secretária de Educação.

Passou-se do tempo da Sociedade Civil e organizada, exigir, respeito dessa gente.
Lembre-se, os políticos, os familiares deles e a sua patota, esses estão protegidos e blindados, e nem sequer passam pelas calçadas das Escolas Publicas.
Estamos todos expostos, exceto os políticos.
Acorda, Brasil.
Escreveu José Maria Souza Costa.

Deputada Janira Rocha (PSOL) lembra de deputado fascista Bolsonaro no ato


• O ato em defesa das liberdades democráticas e pelo arquivamento do processo dos 13 ativistas presos no protesto contra Obama acontece, coincidentemente, 47 anos após o golpe de Estado que instalou uma ditadura militar no país.

Várias falas, porém, lembraram que o tempo não eliminou os resquícios autoritários daquela época. Muito pelo contrário, em pleno Século XXI, figuras de destaque nacional se vêem à vontade de ir a público e declarar seu apreço pelos ditadores. A deputada estadual Janira Rocha (PSOL) fez questão de, no ato, denunciar os ataques racistas e homofóbicos do deputado federal Jair Bolsonaro (PP), reconhecido representante da ultra-direita.

Bolsonaro causou indignação ao proferir falas que, além de fazerem ode à ditadura militar, atacava gays e negros, no programa de humor CQC. “Tenho que falar nisso, pois hoje uma discussão que durou todo o dia na Assembleia Legislativa foi o filho de Bolsonaro, que é deputado estadual, defender o pai”, declarou a deputada.

Segundo ela, Flávio Bolsonaro defende a tese de que seu pai não havia entendido a pergunta no qual é acusado de racismo. Ao ser questionado pela filha de Gilberto Gil, Preta Gil, sobre sua atitude caso seu filho se apaixonasse por uma negra, Bolsonaro respondeu que não permitira tal “promiscuidade”. Flávio disse que seu pai havia entendido que a pergunta se referia à possibilidade de seu filho se apaixonasse “por um gay’.

“Como se for homofóbico fosse melhor que ser racista; ele disse isso porque sabe que homofobia ainda não é crime, enquanto racismo é”, explicou a deputada, lembrando que a luta contra a homofobia, o racismo e o fascismo tem que fazer parte dessa luta geral contra a criminalização dos movimentos sociais e pelas liberdades democráticas.

sábado, 9 de abril de 2011

Conselhos Tutelares não atendem denúncias

Situação de abandono: alcoólatra e mãe de cinco filhos, C. R. já foi denunciada quatro vezes por abandono

Formulários de notificação não são impressos e a quilometragem dos veículos é controlada


Os Conselhos Tutelares são uma das principais portas de entrada das denúncias de abuso sexual contra crianças e adolescentes. No entanto, com a justificativa de sofrer com a falta de estrutura, denúncias estão sendo deixadas de lado e empilhadas na mesa dos conselheiros.

O trabalho é feito a passos lentos e casos como abandono de incapaz, um das ocorrências mais comuns e graves pois acarretam perigo para crianças e jovens, estão sendo "empurradas com a barriga". Somente no Conselho Tutelar VI, que abrange os bairros da Secretaria Regional VI, são denunciados 30 casos desse tipo por mês. Do total, apenas dez são investigadas e acompanhadas.

O Ministério Público Estadual não está alheio à questão. Desde 2009 abriu pelo menos 11 procedimentos investigando negligência, omissão, falhas no atendimento e desvios de conduta por parte de conselheiros tutelares em Fortaleza. São casos de suspeita ou confirmação de maus-tratos ou outras violações a crianças e adolescentes que deixaram de ser atendidos ou quando ocorre, a morosidade compromete a defesa do criança e adolescente em risco.

Um exemplo é a história envolvendo a dona-de-casa C.R., moradora do bairro Cajazeiras. Alcoólatra e mãe de cinco filhos, ela foi denunciada pelo menos quatro vezes por se embriagar, arrumar confusão e deixar as crianças sozinhas. Somente com a ida da reportagem até a sede do Conselho, no Dias Macedo, é que a visita foi feita.

No entanto, foi preciso esperar mais de uma hora e meia até o carro da entidade chegasse para o conselheiro Marcos Paulo Vasconcelos seguir até o local. Segundo ele, o veículo é terceirizado em razão de a Kombi oficial estar quebrada desde o ano de 2009.

Flagrante

A demora deu tempo para a mulher. Em sua casa não houve flagrante, mas os vizinhos confirmaram as denuncias. "Não quero dizer meu nome, até porque ela bebe, xinga e não quero confusão, mas tudo isso que dizem dela é verdade", afirma uma vizinha.

Na moradia da denunciada - um espaço de dois vãos - moram a dona-de-casa e os filhos de 15 anos, sete, cinco e o tio dos meninos, que é desempregado e também alcoólatra. Logo na porta, se sente o mau-cheiro exalado pela sujeira e fezes do cachorro criado por eles. Os outros dois filhos moram com o pai.

A mulher nega o abandono, confessa que bebe, mas deixou a bebida há 15 dias, quando retornou à igreja. "Nunca deixaria meus filhos. É tudo mentira", garante.

O conselheiro pede o registro da criançada e indaga onde o rapaz dorme. "Ele fica na rede, não chega perto das meninas", responde de pronto a mãe. Curiosos, os vizinhos acompanham a visita da porta.

Um deles, sem dizer o nome, informa que numa dessas brigas envolvendo bebedeira, a menina mais nova, passou mal. "Ela tem problemas no coração", contou a vizinha ao conselheiro.

A Secretaria de Direitos Humanos (SDH), que coordenada os Conselhos Tutelares de Fortaleza, informa que vêm sendo realizadas reformas estruturais nas suas sedes.

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, a construção do prédio do Conselho Tutelar II está em andamento e que o Conselho Tutelar V já ganhou nova sede. A assessoria garante ainda que as benfeitorias no Conselhos não param por ai. Informa que novas licitações serão feitas para a aquisição de veículos que atenderão aos conselheiros e permitirão atendimento mais rápido.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Índices da educação melhoram em Quixelô














A Secretaria de Educação do Estado do Ceará divulgou o

resultado do Sistema de Avaliação da Aprendizagem- SPAECE

estando o Município de QuixeLÕ

pelo segundo ano seguido(2009-2010),

no nível de Proficiência desejado.

A melhoria dos indicadores municipais de Educação rendem

ao Município pelo segundo ano seguido a Premiação

entre os Cem Melhores Secretarias do Brasil, eleito pelo Evento

Educa Brasil,Prêmio Palmas de Ouro.

No ano anterior estiverem na entrega da Premiação

O Prefeito Municipal,Gilson Oliveira e a ex- secretária

do Município,

Fabiana Martins, recebendo a Comenda

que expressa o trabalho realizado com afinco por todos que constroem

a Educação do Município de Quixelô.

Nos últimos dois anos, o município reduziu o

abandono escolar, realizou investimentos na

infraestrutura da rede municipal de Ensino e

realizou ações de valorização do Magistério,

dentre outras que visavam tornar a educação qualitativa.

domingo, 3 de abril de 2011

Após polêmica, prefeitura nega alvará e impede abertura de `locadora de mulheres´ na Paraíba

Por Central de Notícias

O anúncio da abertura de um bar onde funcionaria uma “locadora de mulheres”, no município de Cajazeiras (480 quilômetros de João Pessoa, na Paraíba) foi alvo de muita polêmica e o projeto acabou abortado por falta de alvará da prefeitura. Com o repúdio de políticos, religiosos e parte de população, a prefeitura de Cajazeiras decidiu negar o pedido do alvará. Contrariada, a dona do bar, a empresária Carla Simone Braga, que se chamaria “Brega e Chik”, desistiu da ideia e agora se diz alvo de preconceito.

A inauguração da locadora estava marcada para a última sexta-feira (25), mas foi adiada por duas vezes devido à falta do alvará de funcionamento. Segundo Carla Simone, os clientes do bar receberiam, junto com o cardápio, um catálogo com nomes, perfis e telefones de mulheres. Com a repercussão, a proprietária trocou o nome “locadora de mulher” por “garotas vips”, mas não adiantou. A polêmica foi assunto nas missas, nos cultos, na Câmara Municipal e na Assembleia Legislativa do Estado.

sábado, 2 de abril de 2011

Justiça mantém decisão que obriga Município de Ipueiras a pagar salário mínimo à servidora

A servidora pública M.S.A. ganhou na Justiça o direito de receber remuneração equivalente ao valor de um salário mínimo da Prefeitura do Município de Ipueiras, localizado a 304 Km de Fortaleza. A decisão, da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), confirmou liminar concedida no 1º Grau.

“É assegurado aos trabalhadores e servidores públicos piso salarial não inferior ao salário mínimo nacionalmente unificado”, afirmou o relator do processo, desembargador Clécio Aguiar de Magalhães, durante sessão nessa quarta-feira (30/03), quando foram julgados 73 processos. Consta nos autos que a servidora concursada foi nomeada para exercer o cargo de auxiliar de serviços gerais, em 5 de maio de 1999.

Ela contou que vem recebendo remuneração inferior ao mínimo. Em abril de 2009, o valor pago pela Prefeitura de Ipueiras foi de apenas R$ 244,13, quando o salário vigente à época era de R$ 465,00.

Em virtude disso, ajuizou ação ordinária, com pedido liminar, requerendo o pagamento do salário mínimo integral. Solicitou também a diferença entre a quantia que recebia e a que foi paga naquele período.

Na contestação, o prefeito de Ipueiras, Raimundo Melo Sampaio, defendeu ser impossível suportar o ônus decorrente do impacto financeiro causado pelo cumprimento da decisão.