sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Em votação na ONU, 186 países aprovam fim de bloqueio a Cuba

Karol Assunção, via Adital

Pela 20ª vez, o bloqueio a Cuba foi tema de votação na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Como nas edições anteriores, os participantes da Assembleia rechaçaram o bloqueio econômico, comercial e financeiro promovido pelos Estados Unidos contra a nação cubana. A votação terminou na tarde da terça-feira, dia 25, com 186 votos a favor do desbloqueio, dois contra e três abstenções.

A votação contou com 191 das 193 nações que fazem parte do organismo internacional. Assim como a realizada no ano passado, os dois votos negativos foram dos Estados Unidos e de Israel. Ilhas Marshall, Micronésia e Palau se abstiveram e Suécia e Líbia não participaram da votação.

Esta foi a 20ª votação – terceira na gestão do mandatário estadunidense Barack Obama – realizada nas Nações Unidas sobre o bloqueio estadunidense a Cuba. A primeira, segundo informações de Telesur, ocorreu em 1992, quando 59 países votaram a favor do desbloqueio, três contra e 71 se abstiveram. De lá para cá, as votações se repetiram, com rechaço cada vez maior ao bloqueio.

De acordo com um informe apresentado pelo Ministério das Relações Exteriores de Cuba à Assembleia da ONU por ocasião da votação, o bloqueio estadunidense causou, até 2010, um prejuízo econômico por volta de US$975 bilhões à Ilha. Segundo o relatório cubano, apesar de algumas medidas positivas promovidas pelos Estados Unidos, o bloqueio permanece.

“Apesar da retórica oficial que pretende convencer a opinião pública internacional de que o atual Governo norte-americano tem introduzido uma política de mudanças positivas, Cuba continua também sem poder comercializar com subsidiárias de empresas norte-americanas em países terceiros e os empresários de nações terceiras interessados em investir em Cuba são sistematicamente ameaçados e incluídos em listas negras”, destaca o informe.

Além disso, o Ministério das Relações Exteriores de Cuba revela que o país continua sem poder exportar e importar produtos e serviços dos Estados Unidos, assim como não pode utilizar o dólar norte-americano em negócios internacionais ou possuir contas com essa moeda em bancos de outros países. O documento cubano ainda lembra que o país não tem acesso a créditos de bancos estadunidenses nem de instituições financeiras internacionais.

“O bloqueio viola o direito internacional, é contrário aos propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas e constitui uma transgressão ao direito à paz, ao desenvolvimento e à segurança de um Estado soberano. É, em sua essência e objetivos, um ato de agressão unilateral e uma ameaça permanente contra a estabilidade de um país. O bloqueio constitui uma violação massiva, flagrante e sistemática dos direitos humanos de todo um povo. Viola também os direitos constitucionais do povo norte-americano, ao infringir sua liberdade de viajar a Cuba. Viola, ademais, os direitos soberanos de muitos outros Estados por seu caráter extraterritorial”, ressalta.

Para ler o relatório completo, clique aqui.

WikiLeaks: William Waack é informante do governo dos EUA

Luiz Cezar em seu blog Brasil que vai

O caso da recente divulgação pelo site de documentos sigilosos WikiLeaks de que o jornalista William Waack atuava como uma espécie de consultor informal do Departamento de Estado norte-americano coloca de imediato a seguinte indagação: como um jornalista chega ao ponto de colocar-se em contato com autoridades internacionais ou círculos de poder que estariam muito aquém da possibilidade de um profissional comum?

Em princípio, para os mais desavisados, o acesso a grupos socialmente influentes por parte de jornalistas poderia ser interpretado como refletindo a competência profissional ou talento de quem o alcança. Algo como o caso do ex-presidente do Bradesco, Amador Aguiar, que havendo ingressado num banco como Office-boy chegou à presidência da instituição.

Mas o profissional de imprensa não mexe com dinheiro nem com saberes de algum modo especializado que lhe permita diferenciar-se de seus pares a ponto de chegar ao pináculo do mercado de trabalho em que atua apenas por mérito próprio.

Lidam com informação, algo que nem eu nem você fazemos leitor, no esforço cotidiano de ganharmos o pão. Porque ocupamo-nos com atividades produtivas, não nos é dado chegar antes que qualquer outro mortal à gênese de acontecimentos que influenciarão o destino de milhares senão milhões de pessoas.

Mas o jornalista tem essa oportunidade. E a cria a partir do contato, num primeiro momento, e a associação, logo em seguida, com um outro tipo de agente que tanto quanto ele tem na informação o recurso fundamental para a ascensão social e o enriquecimento rápido. Esse agente é o político, parceiro e verdadeiro sócio de negócios informais no tráfico da informação.

Eis o primeiro fator que faz um jornalista ascender dentro da emissora em que atua: o bom trânsito com políticos. E todos que chegam à posição que Waack chegou, começaram suas prestigiosas carreiras atuando como assessores de imprensa de algum político ou figurão do meio, para depois projetarem-se escada acima nas posições de maior visibilidade da empresa responsável pela telinha.

Lembre-se, a propósito, que Waack, ele mesmo, foi assessor de figuras influentes do PSDB antes que chegasse, na voragem do governo FHC, à bancada de comentaristas da Rede Globo.

O segundo passo para se dar bem, uma vez articulado com políticos, é vender os frutos dos bons contatos que se tem no mundo da política dentro da emissora. Não apenas para alimentar o noticiário, como poderia pensar algum ingênuo, mas para conduzir dentro dela a ação de lobbies econômicos, que cedo permita traduzir em polpudas contas publicitárias as amizades seladas em gabinetes e corredores do Legislativo.

Imagine então que você leitor tenha contato com dado figurão da cena política e encontre-se na chamada zona do agrião (beirada do perímetro de onde jogadores fazem cestas) de uma emissora de televisão. Naturalmente lá colocado talvez pelas mãos pouco desinteressadas desse mesmo político, pelas quais também passaram muitos temas de interesse do grupo de comunicação que o contratou.

Não devemos nos esquecer de que o objeto de exploração comercial desse tipo de negócio, a comunicação, é uma concessão pública e, portanto, altamente dependente de regulações controladas por políticos.

Pois bem, como o mesmo político negocia de modo contumaz com grandes empresas que estão sempre interessadas em descobrir formas de interferir em decisões de governo que as favoreça ou que no mínimo não as prejudique, fica fácil para ele político encaminhar os dirigentes dessas empresas para o departamento comercial da emissora, com o propósito de acertar uma boa campanha publicitária.

O diretor comercial da emissora, por sua vez, grato pelo faturamento, haverá de recomendar você ao diretor de jornalismo que se esforçará por gratificá-lo por cada anunciante carreado à área comercial. Sim, uma espiral ascensional de felicidade com a qual, por infelicidade, você apenas poderá sonhar.

Nesse toma lá dá cá, chegamos ao último elo da cadeia de tráfico de influência de que se alimenta o inicialmente humilde jornalista, agora já bem-sucedido apresentador, até que veja sua influência na emissora de TV crescer na exata proporção da remuneração e dos espaços que consegue abrir a fortiori (e por causa disso) em instituições governamentais nacionais e internacionais.

Afinal, não se deve deixar escapar que quando no estágio mais avançado da carreira é ele apresentador que decide quem irá participar dos programas televisivos, quais temas serão enfocados e como serão abordados.

É desse modo que não há como deixar de concluir que se valem de práticas escusas aqueles que gritam contra a corrupção todos os dias nas bancadas de telejornais noturnos. Vendem por preço módico aquilo que informam a você ao mesmo tempo em que intermedeiam os interesses do político em busca de ganho fácil, do empresário sequioso por lucro e da direção da emissora pronta a faturar com novos anúncios.

Somos nós os bobalhões desse noticiário de mau gosto. Ou acha que os Waack, Sardemberg, Leitão, Merval e tutti quanti vivem de salários como vivemos eu e você?

Clique aqui para ler “William Waack também almoçou na Casa Grande”

TSE cassa propaganda partidária do PSDB e multa José Serra em R$20 mil


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou na quarta-feira, dia 26, por unanimidade, a suspensão do primeiro programa nacional do PSDB em 2012 e de 12 minutos de inserções de TV previstas para ir ao ar neste ano e no ano que vem.

Os ministros entenderam que a propaganda veiculada pela sigla no primeiro semestre de 2010 foi utilizada indevidamente para promover da candidatura de José Serra à Presidência da República. A corte também aplicou multas que somam R$50 mil para o PSDB e R$20 mil para José Serra.

Os ministros do TSE julgaram quatro representações de autoria do PT, que questionavam o uso da propaganda nacional do PSDB para mencionar as obras realizadas por José Serra quando governador de São Paulo ou para dizer que ele era um político que “tinha história” para mostrar.

Para a relatora das ações, ministra Nancy Andrighi, os episódios caracterizaram propaganda antecipada ilegal, uma vez que as propagandas só podiam ocorrer depois do dia 5 de julho. Ela também entendeu que o programa nacional foi usado para promoção de imagem pessoal do candidato, o que é vedado por lei.

Na época em que o PT entrou com representações, o corregedor geral eleitoral, ministro Aldir Passarinho Júnior, concedeu liminares ao partido para que o PSDB retirasse do ar e não mais transmitisse as inserções objeto de questionamento.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Enem 2011: MEC decide anular as provas de todos os estudantes do Colégio Christus, de Fortaleza, acusado de vazar questões do exame

RIO e FORTALEZA - O Ministério da Educação (MEC) decidiu, nesta quarta-feira, anular as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011 dos 639 alunos Colégio Christo, de Fortaleza, no Ceará. Segundo o assessor especial do ministro Fernando Haddad, Nunzio Briguglio Filho, não houve vazamento do exame, mas sim a antecipação de algumas questões. A Polícia Federal já foi acionada para esclarecer como isso ocorreu. Os candidatos da instituição, entretanto, poderão refazer a prova.

- Estamos preparados para, no limite, cancelar a prova dos 639 do Christus, oferecer para eles a oportunidade de refazer a prova junto com os presídios e processar o dono da escola. As questões foram antecipadas. Não há como negar isso. A prova não vazou. Mas houve vazamento das questões para os alunos do Colégio Christus, o que é diferente. Como eles chegaram a isso é o mistério - afirma Filho.

Em uma série de mensagens na rede social Twitter, a estudante Quésia Cataldo (@Quesic) deu a entender que a escola também vazou o tema da redação. Num post, ela disse: "valeu @colegiochristus pelo apoio e pela preparação. acertamos a redação e várias questões! =)". Ela ainda falou de perguntas "compradas".

FOTOGALERIA:veja algumas das questões vazadas que foram parar na internet

PROVA:professores avaliam que exame exigiu mais conteúdos específicos

GABARITO:Confira aqui as respostas oficiais das provas

Mais cedo, o Ministério Público Federal do Ceará (MPF/CE) disse que vai encaminhar ao Ministério da Educação uma recomendação para anulação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011 em todo o país. Após ser acionado por estudantes que fizeram a prova, o procurador da República Oscar Costa Filho constatou a existência de 13 questões idênticas a de um simulado aplicado por um colégio de Fortaleza antes do Enem. As questões eram as seguintes: 32, 33, 34, 46, 50, 57, 74, 87, 113, 141, 154, 173 e 180 (caderno amarelo).

De acordo com o procurador, já está configurado o vazamento das provas. O MPF afirma ainda que considera importante a investigação da Polícia Federal para apurar os responsáveis, mas entende que a situação exige uma atitude do MEC, pois o problema não é pontual.

- Não há como isolar o Ceará e garantir que as questões não vazaram para alunos de outros estados - afirmou Costa Filho.

Não há como isolar o Ceará e garantir que as questões não vazaram para alunos de outros estados

Segundo o diretor Davi Rocha, do Colégio Christus, em Fortaleza, todas as questões passadas aos alunos da escola na sexta-feira, véspera do Enem 2011, saíram de um banco de dados da instituição de ensino no Ceará. Ele disse que esse banco é alimentado por alunos, professores, ex-alunos, fóruns de discussão e simulados do Christus. De acordo com Rocha, oito dessas questões são semelhantes a questões que caíram na prova do Enem e seis delas são absolutamente idênticas. O diretor afirma que não sabe como as perguntas do exame de 2011 foram parar no banco de dados, mas que tudo será rastreado.

- São oito questões semelhantes e seis questões idênticas. A escola não sabe como foram parar no aulão de sexta-feira, pois o banco de dados da escola é alimentado por alunos e ex-alunos que não se identificam. Mas vamos fazer o rastreamento de tudo - garante Davi Rocha.

O diretor do colégio também comentou sobre as supeitas de vazamento do tema da redação, "Viver em rede no século XXI". Uma aluna do Christus escreveu no Twitter que a escola "acertou" também o tema da redação.

- O tema foi abordado pela escola mais de quatro vezes durante o ano. Era um tema até previsível e outras escolas também o abordaram.

Em nota, a escola afirmou haver evidências de que as questões foram alvo de pré-testes entre 2009 e 2011. O pré-teste é realizado de maneira aleatória em vários colégios de forma a determinar os pesos que serão atribuídos a cada pergunta (fácil, médio e difícil), de acordo com a Teoria da Resposta ao Item (TRI). Assim, "existe a possibilidade de que essas questões caiam no domínio público antes da realização oficial do exame, as quais eventualmente podem compor o banco de dados de professores e de outros profissionais da área de educação", diz o texto. Os pré-testes ocorrem ao longo de todo ano. A Polícia Federal investiga a informação de que um funcionário do colégio teria subornado um fiscal que aplicou o pré-teste na escola e copiado as provas.

Desde a noite da última terça-feira, circulam nas redes sociais Facebook e Twitter fotos do simulado que teria sido aplicado pelo Colégio Christus na véspera do exame nacional. O Christus é uma das escolas mais tradicionais na cidade, onde possui dez unidades. No ranking do Enem 2010, o colégio apareceu como o 5º melhor do Ceará. A reportagem de O GLOBO encontrou a reprodução de sete enunciados e todos eram iguais aos das provas feitas no fim de semana.

Histórico de problemas atinge o exame

Desde 2009, quando o Enem passou a substituir o vestibular e servir como prova de acesso à graduação em diversas universidades federais em todo o Brasil, o exame foi marcado por uma sucessão de problemas.

Naquele ano, houve o furto de uma das provas e o vazamento de seu conteúdo às vésperas de sua aplicação. O exame foi adiado em dois meses, e os problemas não pararam por aí. Candidatos também tiveram o local de prova alterado, e houve confusão no dia em que a prova foi aplicada em diversos pontos do país. Em Niterói, um grupo de estudantes não conseguiu chegar ao local de prova a tempo, pois havia dois prédios diferentes da Estácio de Sá com o mesmo endereço. Para completar, os gabaritos foram divulgados com erro.

Caso as provas sejam reaplicadas apenas para os 639 alunos do Colégio Christos, essa não seria a primeira vez. No ano passado, cerca de dois mil candidatos precisaram refazer uma parte do Enem devido a problemas de impressão no caderno de questões de cor amarela. Eles o refizeram quando a prova foi aplicada para os presidiários. Em 2009, o mesmo ocorreu no Espírito Santo, quando fortes chuvas atingiram o estado e impossibilitaram a realização do exame.

Isso só é possível sem ferir a isonomia do concurso porque desde 2009 é utilizada a Teoria da Resposta ao Item (TRI) no cálculo da pontuação final. Pela TRI, as questões são divididas em três categorias, fácil, médio e difícil, e possuem pesos diferentes. A introdução desta metodologia, já utilizada em diversas avaliações de larga escala, como SAT americano, permite a comparação de resultados dos candidatos, mesmo que não tenham respondido às mesmas perguntas.


.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Governador Cid Gomes é recebido com vaia em Sobral


O governador Cid Gomes, não foi recebido de maneira cordial como de costume, na noite de domingo (23), em sua terra Natal por ocasião da assinatura da ordem de serviço para início das obras de internalização da fiação do centro histórico de Sobral. Desde do primeiro minuto que subiu ao palco montado a margem esquerda do Rio Acaraú, até a hora de sua despedida, o público que aguardava a apresentação de Zeca Baleiro, resolveu receber o governador e as demais autoridades debaixo de muita vaia.

O prefeito Veveu Arruda, o primeiro a discursar, falou também debaixo de muita vaia e protesto por parte de estudantes e professores da rede estadual de ensino. Sempre enaltecendo do trabalho do atual governador do estado e enumerando obras que foram construida na gestão de Cid Gomes para o povo cearense, pouco se ouvia o que o prefeito Veveu Arruda estava dizendo naquele momento.

O governador Cid Gomes, até que tentou de cordial, dando oportunidade para os manifestantes se pronunciar em meio as autoridades, mas não conseguiu a simpatia de seus irmãos sobralenses. Aplausos mesmo só foram ouvidos quando Cid Gomes, pronunciou a fase que não seria mais candidato a nada pois já havia sido reeleito governador do Estado e Justiça não permite que recorra mais ao cargo público. Com voz em tom emocionada, Cid Gomes terminou seu discurso, mostrando as obras que já fez para o povo sobralense e tentando explicar porque disse que o professor deveria trabalhar por amor.

Houve um momento que os manifestantes ensaiaram um grito de ordem – “E fora, E fora!”, mas os gritos não ecoaram.

Apenas o prefeito Veveu Arruda e o governador Cid Gomes discursaram, apesar da presença de secretários municipais e estaduais, deputado estadual, vereadores entre outras autoridades. Após as autoridades deixarem o palco o público se divertiu com show animado pelo cantor maranhense Zeca Baleiro.

Sobral Portal de Notícias

CAMPEONATO QUIXELOENSE - Rodada do fim de semana

Equipe do Mulungu

Quixelô CE - 24 de outubro de 2011- neste fim de semana teve prosseguimento, o campeonato Quixeloense 2011 - no sábado o Nacional da Salsa recebeu o Botafogo dos Paus de Leite e perdeu pelo placar de 2 x 1, o Antonico recebeu o Acampamento e venceu pelo Placar de 3 x 0, o CRB do Caldeirão recebeu o Faé e perdeu pelo placar de 2 x 1. No domingo o Barcelona recebeu o Flamengo do Poço da Pedra e goleou de 4 x 0 e fechando a rodada o Mulungu recebeu o Corinthians da Ilha Grande e empatou em 1 x 1. Uma rodada tranquila no entanto as equipes de Mulungu e Ilha deverão ir a julgamento na próxima semana e poderão perder o mando de campo no próximo jogo.

domingo, 23 de outubro de 2011

Comissão aprova projeto de Chico Alencar que restringe uso de dinheiro em inaugurações

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou nesta quarta-feira projeto (PL 7198/10) do deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) que restringe a utilização de recursos públicos em cerimônias de inauguração de obras. A comissão aprovou parecer do relator, deputado Mauro Nazif (PSB-RO), favorável à proposta.

De acordo com o texto, fica vedado o emprego de recursos públicos para custear o deslocamento, a hospedagem e a alimentação de autoridades ou de convidados presentes em eventos destinados a anunciar ou dar início a programas de governo ou que pretendam assinalar a conclusão de determinada etapa de obra, programa ou ação governamental.

“De fato, é bastante razoável supor que existe um significativo risco de uso político indevido por ocasião de solenidades de inauguração de obras públicas”, disse o relator. “Risco esse que está na origem de vários dispositivos da legislação eleitoral, que impõem severos limites à realização desses eventos durante os períodos de processo eleitoral”, continuou Nazif, acrescentando que os abusos podem acontecer da mesma forma também fora do período eleitoral.

O projeto exclui da proibição o pagamento das despesas de autoridades funcionalmente responsáveis pela obra a ser inaugurada ou pelo programa ou ação de governo que tenha motivado a realização do evento.

Improbidade

Segundo Chico Alencar, o custeio de tais cerimônias com recursos públicos não atende ao interesse da coletividade e configura flagrante ato de improbidade administrativa. “É preciso impor limites à forma abusiva como vêm sendo realizadas as inaugurações e eventos”, argumentou o autor.

Ficam também proibidos o custeio de bebidas alcoólicas e comidas servidas durante o evento, a contratação de espetáculos artísticos de qualquer natureza e a distribuição de presentes ou brindes aos convidados ou ao público presente.

Clique aqui e lei a íntegra da proposta de Chico Alencar em defesa dos recursos públicos.

Educação no Brasil

O processo de expansão da escolarização básica no Brasil só começou em meados do século XX
O processo de expansão da escolarização básica no Brasil só começou em meados do século XX


Ao propor uma reflexão sobre a educação brasileira, vale lembrar que só em meados do século XX o processo de expansão da escolarização básica no país começou, e que o seu crescimento, em termos de rede pública de ensino, se deu no fim dos anos 1970 e início dos anos 1980.

Com isso posto, podemos nos voltar aos dados nacionais:

O Brasil ocupa o 53º lugar em educação, entre 65 países avaliados (PISA). Mesmo com o programa social que incentivou a matrícula de 98% de crianças entre 6 e 12 anos, 731 mil crianças ainda estão fora da escola (IBGE). O analfabetismo funcional de pessoas entre 15 e 64 anos foi registrado em 28% no ano de 2009 (IBOPE); 34% dos alunos que chegam ao 5º ano de escolarização ainda não conseguem ler (Todos pela Educação); 20% dos jovens que concluem o ensino fundamental, e que moram nas grandes cidades, não dominam o uso da leitura e da escrita (Todos pela Educação). Professores recebem menos que o piso salarial (et. al., na mídia).

Frente aos dados, muitos podem se tornar críticos e até se indagar com questões a respeito dos avanços, concluindo que “se a sociedade muda, a escola só poderia evoluir com ela!”. Talvez o bom senso sugerisse pensarmos dessa forma. Entretanto, podemos notar que a evolução da sociedade, de certo modo, faz com que a escola se adapte para uma vida moderna, mas de maneira defensiva, tardia, sem garantir a elevação do nível da educação.

Logo, agora não mais pelo bom senso e sim pelo costume, a “culpa” tenderia a cair sobre o profissional docente. Dessa forma, os professores se tornam alvos ou ficam no fogo cruzado de muitas esperanças sociais e políticas em crise nos dias atuais. As críticas externas ao sistema educacional cobram dos professores cada vez mais trabalho, como se a educação, sozinha, tivesse que resolver todos os problemas sociais.

Já sabemos que não basta, como se pensou nos anos 1950 e 1960, dotar professores de livros e novos materiais pedagógicos. O fato é que a qualidade da educação está fortemente aliada à qualidade da formação dos professores. Outro fato é que o que o professor pensa sobre o ensino determina o que o professor faz quando ensina.

O desenvolvimento dos professores é uma precondição para o desenvolvimento da escola e, em geral, a experiência demonstra que os docentes são maus executores das ideias dos outros. Nenhuma reforma, inovação ou transformação – como queira chamar – perdura sem o docente.

É preciso abandonar a crença de que as atitudes dos professores só se modificam na medida em que os docentes percebem resultados positivos na aprendizagem dos alunos. Para uma mudança efetiva de crença e de atitude, caberia considerar os professores como sujeitos. Sujeitos que, em atividade profissional, são levados a se envolver em situações formais de aprendizagem.

Mudanças profundas só acontecerão quando a formação dos professores deixar de ser um processo de atualização, feita de cima para baixo, e se converter em um verdadeiro processo de aprendizagem, como um ganho individual e coletivo, e não como uma agressão.

Certamente, os professores não podem ser tomados como atores únicos nesse cenário. Podemos concordar que tal situação também é resultado de pouco engajamento e pressão por parte da população como um todo, que contribui à lentidão. Ainda sem citar o corporativismo das instâncias responsáveis pela gestão – não só do sistema de ensino, mas também das unidades escolares – e também os muitos de nossos contemporâneos que pensam, sem ousar dizer em voz alta, “que se todos fossem instruídos, quem varreria as ruas?”; ou que não veem problema “em dispensar a todos das formações de alto nível, quando os empregos disponíveis não as exigem”.

Enquanto isso, nós continuamos longe de atingir a meta de alfabetizar todas as crianças até os 8 anos de idade e carregando o fardo de um baixo desempenho no IDEB. Com o índice de aprovação na média de 0 a 10, os estudantes brasileiros tiveram a pontuação de 4,6 em 2009. A meta do país é de chegar a 6 em 2022.


Eliane da Costa Bruini
Colaboradora Brasil Escola
Graduada em Pedagogia
Pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL

sábado, 22 de outubro de 2011

Ex-prefeito de Quixadá, Ilário Marques ( P T) é condenador por improbidade administrativa


Ilário Marques
O ex-prefeito do município de Quixadá, José Ilário Marques ( PT ), foi condenado pela Justiça Federal por ato de improbidade administrativa. Deverá pagar multa de doze mil reais. A ação civil pública foi proposta pelo Ministério Público Federal (MPF). A ação é fundamentada na fiscalização realizada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Verificou-se a ausência de elaboração e envio das Guias de Recolhimento do FGTS (GFIPs) e de Informações à Previdência Social, constatando descumprimento de obrigação tributária.

Segundo o MPF o ex-gestor de Quixadá informou que havia Ato da municipalidade delegando as atribuições de preenchimento e envio das GFIPs ao ex-Secretário do Município, não apresentando, contudo, o referido documento. Coube então ao Juiz federal substituto da 23ª Vara Federal de Quixadá, Sérgio de Norões Milfont Júnior, análise da denúncia, verificando a efetiva prática do ato de falsificação de documento público, com o escopo de burlar a fiscalização da autarquia previdenciária. A divulgação foi feita através do portal da Justiça Federal – 5ª Região.

O juiz condena a prática, a qual atenta contra os princípios da Administração Pública, mormente o da moralidade e da impessoalidade, enquadrando-se, pois, no caput do artigo 11 da Lei de Improbidade Administrativa. Ao falsificar ato administrativo no intuito de burlar a fiscalização previdenciária, o promovido desviou-se da legalidade e do interesse público ínsito à sua atividade administrativa. “Tal prática atenta ainda contra o princípio da impessoalidade na medida em que visa a favorecer o seu subscritor, sem qualquer relação com o interesse público primário ou secundário”, acrescenta o magistrado. Fonte: Portal Verdes Mares

Deputado Osmar Baquit poderá perder mandato por infidelidade partidária


PSDB vai buscar na justiça os seus cargos dos deputados infiéis.

Os deputados estaduais que trocaram o PSDB pelo PSD terão seus mandatos questionados na Justiça. Nesta sexta-feira (21), o presidente da sigla tucana no Ceará, Marcos Cals (PSDB), informou que a executiva nacional do partido ficará à frente da ação através da qual o partido tentará reaver os mandatos dos parlamentares que migraram para o partido recém criado. A informação foi confirmada a reportagem pelo secretário geral do PSDB, deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG).

Segundo Marcos Cals, na última quinta-feira, o comando nacional do PSDB enviou-lhe orientação para que assinasse uma procuração ao advogado do partido, José Eduardo Alckmin, para que este represente o PSDB do Ceará no questionamento que o partido vai levar ao Poder Judiciário. Segundo Cals, o PSDB vai argumentar defender na Justiça a suposta inconstitucionalidade da resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que protege contra ações de infidelidade partidária aqueles políticos que migraram para uma sigla recém criada.

Há cerca de quinze dias, Cals esteve reunido com a executiva nacional do partido – da qual Rodrigo de Castro é integrante -, expondo o novo cenário político em que se encontra o PSDB no Ceará depois da saída de diversos parlamentares eleitos pelo PSDB para o PSD. No total, foram quatro perdas: Moésio Loiola, Osmar Baquit, Rogério Aguiar e José Teodoro, todos hoje no PSD. Após apresentar o novo cenário, Cals perguntou à direção nacional do partido quais as providências que deveriam ser tomadas e, segundo relato do presidente tucano no estado, a executiva nacional ficou dividida e prometeu encaminhar um posicionamento posteriormente.

A resposta veio na última quinta, por meio de ligação do presidente nacional do partido, deputado federal Sérgio Guerra (PSDB-PE).

A reportagem tentou contato com os deputados Moésio Loiola, Osmar Baquit, Rogério Aguiar e José Teodoro, na tarde desta sexta-feira, mas não obteve resposta de nenhum dos parlamentares. O assessor de Moésio Loiola informou que o deputado estava em região sem sinal de celular e que retornaria a ligação quando entrasse em contato com o deputado, mas não deu retorno até o fechamento da edição. O telefone celular de Rogério Aguiar estava na caixa de mensagens e, em seu gabinete, uma assessora prometeu dar um retorno à reportagem, mas também não o fez até o fechamento da edição. Osmar Baquit estava com o celular na caixa de mensagens. No gabinete de José Teodoro, ninguém atendeu às ligações.

Ministério Público pede afastamento dos prefeitos de Mombaça e Iracema

O Ministério Público do Estado do Ceará, através da Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP), apresentou nesta sexta-feira (21) denuncia crime ao Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE) contra os prefeitos de Mombaça, José Wilame Barreto Alencar e Iracema, Otacílio Bezerra de Menezes.

De acordo com o MP, eles são acusados de vários atos ilegais, e coordenavam esquema de corrupção, juntamento com servidores dos municípios e empresários. Em ambos os casos o Ministério Público requer o afastamento imediato dos prefeitos do cargo, a fim de evitar novos desvios de dinheiro público e ainda evitar a destruição de provas e o constrangimento de testemunhas na comprovação dos fatos criminosos.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Suposto lixo hospitalar é encontrado em forro de roupa no Ceará




Um suposto lixo hospitalar foi encontrado no bairro Parangaba, em Fortaleza. A dona de casa Regina Célia Batista denuncia que, em uma bermuda comprada por sua mãe, veio a marca de uma unidade de saúde da Bahia.

Regina enviou ao Diário do Nordeste Online imagens da roupa ao avesso que mostram as logos do Governo da Bahia e da Maternidade Professor José Maria de Magalhães Neto, localizada em Salvador.

A dona de casa conta que a peça foi comprada por sua mãe em abril deste ano, em Itaiçaba, a 164 quilômetros da Capital. "A bermuda foi comprada de um comerciante que todas as sextas- feiras monta uma tenda e vende confecções no centro de Itaiçaba. Ele diz que traz as peças de Caruaru, em Pernambuco, e minha mãe costuma comprar dele", afirma.

Denúncias em vários Estados

A dona de casa diz que verificou o avesso da bermuda depois de ver denúncias de que tecidos hospitalares estariam sendo utilizados na fabricação de roupas na Bahia e Pernambuco. "Assim que vi reportagens afirmando que o caso também tinha ligação com Caruru comecei a procurar em casa se em alguma roupa havia marca de hospital", ressalta.

Regina afirma a bermuda do marido foi a única peça que encontrou com marcas. "Recebi a bermuda da minha mãe em julho deste ano, mas nunca havia percebido o fato", comenta a dona de casa.

A reportagem tentou, nesta sexta-feira (21), obter resposta da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), mas foi informada de que a denúncia deveria ser feita na Vigilância Sanitária de Itaiçaba. Durante a tarde o Diário do Nordeste Online tentou falar com a Secretaria de Saúde do Município, mas o telefone não foi atendido.


domingo, 16 de outubro de 2011

Presidente da LIFAQUI entrega uniforme ao Corinthians da Ilha Grande


Quixelô CE 16 de outubro de 2011- Depois de alguns meses de espera finalmente a equipe do Corinthians da Ilha Grande recebeu o Uniforme conquistado no ultimo campeonato quixeloense, infelizmente alguns patrocinadores não honraram com seus compromissos com LIFAQUI o que dificultou a entrega dos uniformes, a liga de Quixelô confeccionou os uniformes com recursos próprios e honrou seu compromisso juntos aos quatro times que tiveram direito ao uniforme, nesta terça feira o palmeiras do Barroso também receberá o seu uniforme das mãos do Presidente da LIFAQUI. È a LIGA DE FUTEBOL AMADOR QUIXELOENSE DESENVOLVIDO O ESPORTE DE QUIXELÔ.

Resultado da 3ª Rodada do Campeonato Quixeloense



Quixelô CE 16 de outubro de 2011- confira o resultado da ultima rodada do campeonato quixeloense 2011

Sábado a Portuguesa do Antonico recebeu o Faé e venceu pelo Placar de 2 x 0
Domingo
O Corinthians da Ilha Gramde recebeu o Gapar e empatou em 1 x 1
O Botafoga dos Paus de Leite recebeu o Nacional da Salsa e o derrotou pelo placar de 2 x 1

Veja o que faz a Mídia burguesa


Quixelô CE, 16/10/11- A tv verdes afiliada da Rede Globo no Ceara, durante o período de greves da enfase aos transtornos causados pela mesmas, porém não fala o porque das greves, não fala dos direitos que não são respeitados. como a maioria da imprensa só interessada em mostrar os interesses da elite dominante desse País.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Fique sabendo quem pode realmente ser candidato em 2012

6) Quem pode se candidatar ?

Resposta: Qualquer cidadão pode se candidatar desde que se respeite as seguintes condições:
a) tenha nacionalidade brasileira ou condição de português equiparado;
b) esteja com pleno exercício dos seus direitos políticos;
c) tenha sido alistado;
d) domicílio eleitoral na circunscrição de pelo menos 1 (um) ano antes do pleito;
e) seja filiado a um partido político a pelo menos 1 (um) ano antes da eleição;
f) possuir a idade mínima requerida para o cargo até a data da posse:

Cargo

Idade Mínima

Presidente, Vice-presidente,Senador35 anos
Governador e Vice-Governador30 anos
Deputado Federal, Deputado Estadual, Deputado Distrital, Prefeito e Vice-Prefeito21 anos
Vereador18 anos


Obs: Nosso blog tem compromisso com a verdade, aqui não queremos passar informações equivocadas, afinal de conta a função da imprensa é informar e muito bem os cidadãos brasileiros, na ultima sexta feira dia 07 de outubro circulou na mídia local uma informação de que Ilo Neto (filho do prefeito de Iguatu Agenor neto), poderia ser candidato a prefeito de Quixelô em 2012, acontece que de acordo com a justiça eleitoral desse País ele não tem idade minima para ser candidato nem a Prefeito e nem a vice prefeito, só poderá disputar um cargo de vereador, pois até o dia 1º de janeiro de 2013 ele não completaria 21 anos, idade mínima exigida para assumir um cargo de executivo municipal (prefeito e vice prefeito). Acredito que tal informação foi apenas uma jogada de marketing, que esses blog´s fizeram, o que não deixa uma informação mentirosa.

confira você mesmo as informações no link acima