terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Torcida organizada de Fortaleza e Ceará decide não comparecer à rodada dupla de abertura da Arena Castelão


Membros de torcidas organizadas do Fortaleza e do Ceará decidiram que não irão à rodada dupla que marca a abertura da Arena Castelão. A medida ocorreu devido à falta de acordo na reunião entre membros do Ministério Público (MP-CE) e da Polícia Militar (PM) na tarde desta segunda-feira (14), no 4° Juizado Especial. As torcidas organizadas alegam que como não houve acordo em quem seria o responsável pelo jogo caso algum incidente ocorra, não há garantia que segurança aos torcedores.
Foto: Arquivo
Segundo o capitão Cláudio Sérgio, sub-comandante da Companhia Independente de Policiamento de Eventos (Cipe) da PM, fica a cargo das torcidas organizadas irem ou não à inauguração da Arena Castelão. "Tivemos uma reunião na tarde desta segunda com integrantes de seis torcidas organizadas dos dois principais clubes cearenses e solicitamos aos seus líderes que enviem até a próxima sexta-feira (18) a lista de cadastro dos seus integrantes", afirmou o sub-comandante da Cipe.
"A segurança está sendo planejada e os procedimentos estão sendo tomados. Eles têm o direito de ir e vir, logo fica a cargo deles irem ao Castelão", enfatizou o capitão Cláudio Sérgio.
O capitão também comentou que a reunião desta tarde foi pontual. "Teremos outras reuniões para discutir a rodada dupla. Nesta terça-feira (15) discutiremos acerca da estrutura da Arena. Precisamos dos laudos", finalizou.
Líderes alegam que não há garantia de segurança
O promotor de justiça José Wilson Sales afirmou em entrevista à imprensa que a decisão ficou a cargo dos líderes das torcidas. "Eles alegam que os jogos envolvem torcidas de grande porte e pode haver problema de briga entre torcidas rivais. Por isso, acertaram não ir ao estádio", afirmou o promotor.
Procurado pela Redação Web do Diário do Nordeste, o presidente da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), Eliézio Afonso, houve uma reunião entre as torcidas organizadas do Estado para discutir a rodada dupla. "Nós mesmos nos reunimos e entramos em um consenso. Achamos a rodada dupla muito vulnerável à confusões, pois é um jogo de alto risco, com 4 torcidas rivais presentes em mesmo espaços. Preferimos deixar de ir para evitar um dano maior ao nosso torcedor", afirmou o presidente da TUF.
Eliézio Afonso também afirmou que recomendou aos membros da TUF não irem ao estádio uniformizados. "Fizemos uma reunião na última sexta-feira (11) e feremos mais. Orientamos aos nossos torcedores não irem uniformizados para não haver nenhum tipo de problema, mas só iremos orientar".
Torcidas não entregam lista
Segundo Eliézio Afonso, a TUF foi a única torcida a enviar a lista de seus integrantes à PM. "Fomos a única torcida a enviar a lista parcial. Entregamos uma lista com 1200 nomes", afirmou.
O presidente da Cearamor, Jeysivan Santos, foi procurado pela reportagem, mas não foi encontrado.
Lugares cativos para torcidas
Todos os ingressos para as partidas entre Ceará x Bahia e Fortaleza x Sport serão vendidos de forma individual, onde cada torcedor terá um número de assento exclusivo, o que dificultaria a identificação dos torcedores, caso haja algum incidente.
"A PM até estudou um espaço para as torcidas, mas ainda sim achamos que não estaríamos seguros", afirmou o presidente da TUF.
Rodada dupla
O Fortaleza abre a rodada dupla jogando diante do Sport às 16h (horário cearense). Já o Ceará joga com o Bahia às 18h30.

Nenhum comentário:

Postar um comentário