segunda-feira, 25 de março de 2013

Câmara de Vereadores de Quixelô deixa de realizar Sessão pela segunda vez Consecutiva


 
Quixelô CE- No município de Quixelô,interior do Estado do Ceará,os vereadores estão sendo impedidos de debater os assuntos da municipalidade, por conta da não ocorrência das sessões. Na ultima sexta feira 22 de março os 05 vereadores de oposição instalaram a sessão na Câmara na calçada, pois segundo os mesmos  o Presidente da Câmara desmarcou a sessão na ultima hora, então diante do fato os cinco vereadores deram inicio aos trabalhos, pois a Lei Orgânica exige apenas um terço dos vereadores para que a sessão seja instalada, no entanto com só havia 05 presentes, não poderia ter votação de matéria, digo 05, mais dois vereadores estavam na mesa bem próximo da Câmara assistindo tudo de camarote, a sessão foi realizado em meio a poeira e ao barulho da construção, os vereadores não dispunham se quer de uma mesa. Ao tomar conhecimento que os 05 vereadores oposição estavam na câmara, o presidente veio até o local e quando interpelado pelos vereadores para a ocorrência das sessões, explanou em alto e bom som na calçada do Legislativo, que os mesmos queriam apenas tumultuar e que ele respondia por qualquer coisa, o vereadores de oposição indagaram sobre as faltas tendo em vista que ja seria a segunda consecutiva, e o mesmo respondeu aos vereadores afirmando que ele respondia por tudo  e não se preocupassem pois isso ele resolvia. Os vereadores de oposição cobraram o cumprimento do regimento interno da casa legislativa que autoriza o poder legislativo a realizar sessões fora das dependências da câmara e o presidente afirmou que não marcaria sessão para outro lugar e que só teria sessão na quarta feita dia 27 de março.  
As sessões no Município ocorrem uma vez na semana, ás sextas-feiras, no horário das 17h, no Prédio da Câmara Municipal, podendo em caso de algum impedimento ser realizado em local diverso, como ocorre em algumas situações como  nas sessões itinerantes pela  zona rural ou no centro cultural  na sede, quando conveniente.
Na última sessão ocorrida, no dia 01 de Março, esteve na pauta da sessão um Projeto Polêmico que pretendia remanejar créditos orçamentários no valor de R$ 80.000,00(Oitenta Mil Reais) da Secretaria de Agricultura, sendo a proposta não aceita pelos vereadores de oposição,obrigando a gestora local alterar a proposta inicial, remanejando o valor da programação para as despesas do  Gabinete da Prefeita, garantindo dessa forma a manutenção dos recursos para os agricultores desta cidade que enfrentam uma cenário de seca e devastação,a atuação em defesa do povo de Quixelô tem incomodado a mesa do legislativo local e a Prefeita Municipal.
Segundo os vereadores de oposição a situação é de descaso pela mesa da Câmara, Presidida pelo Vereador Vagner Vieira de Araujo, pelo Vice,Gilson Pereira e pelo Tesoureiro, Raimundo Gomes, este último irmão da Prefeita Municipal, desde a abertura dos trabalhos anuais, fato ocorrido em 15 de Fevereiro do corrente ano, não houve respondimento pela mesa diretora de nenhum requerimento apresentado pelos vereadores e até o presente momento não foi apresentado nenhum balancete financeiro das verbas recebidas pela Casa legislativa, atestando franca desobediência ao Regimento Interno na Casa, no seu artigo 18,IV .
Segundo os 05 vereadores de oposição a intenção da mesa diretora da Casa é obstruir o direito de defesa do bem estar do povo de Quixelô, calando esta importante instância de defesa de direitos do povo. O Município atravessa a maior seca dos últimos anos, poder legislativo juntamento com o poder executivo deveriam estar buscando alternativas para amenizar o sofrimento homem, com realizações de audiência pública que vise traçar metas na busca de soluções para este momento delicado que vive o município.
O presidente da casa informou que o motivo da falta de sessões é por caus da reforma da Câmara e que na quarta feira de 27 de março os trabalhos voltariam ao normal.
O fato repercute na cidade e causa bastante indignação,devendo os vereadores da base de oposição,Samuel Araujo,Adil Vieira,Chico Cesar, Doroteu Honório, Zé do Valdo, recorrerem ao Ministério Público, a fim de buscarem  auxílio contra os desmandos da atual mesa diretora da Câmara e do Poder Executivo Municipal. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário