sábado, 20 de abril de 2013

Água de carros-pipa no CE tem coliformes fecais


O sofrimento dos moradores dos municípios atingidos pela seca no Ceará não se limita à falta de água, mas passa, também, pela humilhação e crisco à saúde com o consumo de água de origem duvidosa e focos de contaminação.
Uma amostra da água distribuída por meio de carros-pipa em cidades do Interior do Ceará aponta a presença de coliformes fecais. O assunto se transformou em notícia nacional e está na edição deste sábado do Jornal Folha de São Paulo. Os estudos foram realizados pela Secretaria de Saúde do Estado do Ceará.
A água é distribuída dentro do programa de combate aos efeitos da estiagem do Governo Federal. Segundo a reportagem do Jornal Folha de São Paulo, assinada pelo repórter Aguirre Talento, ''as análises feitas em amostras pelo governo do Ceará detectaram coliformes fecais e turbidez acima do permitido em 13 cidades''.
Foram feitos estudos em carros-pipa de 20 municípios, sendo que em 13 cidades o diagnóstico assustou os técnicos: água tinha presença de coliformes fecais ou nível de turbidez (resíduos) acima do normal, o que pode indicar a existência de protozoários prejudiciais à saúde.
De acordo, ainda, com a reportagem ''os 13 municípios, entre eles cidades maiores, como Crato e Tauá, somam cerca de 400 mil habitantes. Há cidades em que 100% das amostras estavam contaminadas, como Morada Nova e Potiretama (por coliformes) e Hidrolândia (turbidez)''.
Os estudos na área de saúde apontam, também, que o consumo de água com esse tipo de contaminação pode provocar infecções que causam fortes diarreias e dores abdominais.
Os problemas registrados no Ceará podem estar acontecendo em outras cidades do Nordeste. "É possível que esse quadro esteja se repetindo em outros municípios do Nordeste, já que as condições são semelhantes", disse Manoel Dias Neto, da Promoção e Proteção à Saúde do Ceará. Reportagem completa em www.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário