terça-feira, 21 de maio de 2013

Boato sobre o fim do Bolsa Família gera tumultos e vandalismo


Após um boato que se alastrou pelo país, fundamentado na ideia de que o Programa Bolsa Família iria ser desligado, a Caixa Econômica Federal informou que 900 mil saques foram realizados, totalizando um montante de R$ 152 milhões.

O boato, que alegava a possibilidade de retirada do dinheiro somente até o sábado (18), causou um grande tumulto, levando milhares de pessoas, em 12 estados brasileiros, a retirar, desesperadamente, o que ainda podiam receber do Programa. 


Fotógrafo: Clemilson Campos
Os casos mais alarmantes, de acordo com a assessoria de imprensa da Caixa, foram nos municípios de Queimados e Nova Iguaçu, ambos no Rio de Janeiro. Nesses locais, vidros foram quebrados pela população que tentava euforicamente resgatar o auxílio federal. Outro caso foi o de um shopping, também no Rio, onde mais de 2 mil pessoas esperavam na fila. 

A Prefeitura de Niterói-RJ afirmou que não havia "qualquer veracidade nos boatos relativos à suspensão ou interrupção dos pagamentos do Programa Bolsa Família. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome reafirma a continuidade do Bolsa Família, assegura que o calendário de pagamentos divulgado anteriormente está mantido e que não há qualquer possibilidade de alteração nas regras do programa".

A Polícia Federal abriu um inquérito, pois as origens do boato são desconhecidas. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, acrescentou: "Ao que parece, não foi mero acaso, e nenhuma hipótese pode ser descartada". 

Nesta segunda,  em Pernambuco, a  NBR transmitiu o discurso da presidente Dilma Rousseff sobre o caso, como constatou a Folha: "Eu queria deixar claro o compromisso do meu governo com o Bolsa Família: é um compromisso forte, profundo e definitivo. Não abriremos mão do Bolsa Família  [...] Não acreditem nos boatos, porque os boatos desse país às vezes ocorrem de forma surpreendente. Brasileiros ainda têm e terão durante algum tempo que receber o benefício do Bolsa família. O que aconteceu no Brasil sábado (18) foi falso, negativo e levou intranquilidade às famílias que recebem o Bolsa família."

O que isso revela sobre a dependência que foi criada? Em que medida o vandalismo e os tumultos gerados demonstram que, talvez, o assistencialismo dificilmente deixará de viger? 

Leia, a seguir, a Nota da Caixa Econômica Federal sobre o caso: 

A Caixa Econômica Federal informa que o movimento das agências foi normalizado ao longo da segunda-feira (2) e segue com os pagamentos do Bolsa Família, de acordo com o calendário do benefício. O banco ressalta que não há qualquer alteração no valor, loca, data de pagamento e na forma de retirada. Os beneficiários que já retiraram o pagamento do mês de maio, somente realizarão o próximo saque no mês de junho, seguindo o calendário de 2013. 

Clique aqui para ler o restante da Nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário