quarta-feira, 15 de maio de 2013

Justiça Eleitoral cassa diploma de vereador de Pedra Branca acusado de comprar votos



Justiça Eleitoral de Pedra Branca determinou a cassação do diploma de vereador de Jeová Albuquerque Vieira. Além do afastamento imediato do vereador e a posse de um suplente da coligação, a Justiça determinou o pagamento de multa no valor de 10 mil ufirs, equivalente a R$ 30.407,00. Jeová Paraibano, como também é conhecido, é acusado de comprar votos nas eleições municipais de 2012.
Em conversas telefônicas interceptadas por ordem judicial, durante o período eleitoral, Jeová Paraibano foi flagrado pedindo votos e prometendo empregos na Prefeitura aos eleitores e seus familiares. Foi verificada também a doação ilegal de transporte de eleitora enferma para o hospital com o objetivo de obter votos.
A decisão, expedida pelo juiz Henrique Lacerda, na última sexta-feira (10), atende a representação oferecida pelo promotor de Justiça João Pereira Filho. A cassação tem como base o Artigo 41-A, da Lei 9.504/97, criado por Lei de iniciativa Popular para combater a compra de votos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário