sábado, 17 de maio de 2014

ABATE DE ANIMAIS DE QUIXELÔ SERÁ FEITO EM IGUATU




Quixelô CE, A prefeita municipal de Quixelô Fátima Gomes esteve reunida na manha de hoje com os donos de frigorifico, a pauta da reunião era encontrar uma solução para o abate de animais de Quixelô, uma vez que depois do fechamento do Matadouro Municipal em janeiro de 2013 e do fechamento do abatedouro clandestino no ultimo dia 14 de maio, o comercio de carne em Quixelô ficou parado, pois foi terminantemente  proibido comercializar carne sem a devida inspeção sanitária. A solução indicada, foi fazer o abate dos animais do abatedouro regional de Iguatu, o município vai disponibilizar o transporte para levar os animais até o abatedouro de Iguatu e este entregará os animais ja abatidos nos frigoríficos, o custo do abate por cada bovino será de R$ 48,00, o couro do animal que antes era vendido separadamente pelo açougueiro, ficará com o abatedouro. O abate será feito dois dias por semana, o gado será levado vivo  nas segundas e será devolvido abatido nas quarta, vai nas sextas e será entregue na pedra nas segundas feiras, sempre no período da tarde. 


Em Tempo
  • A prefeitura a tomou medida correta, pena que demorou um ano e 04 meses, para fazer aquilo que nós passamos 2013 e 2014 pedindo aqui nesse BLOG, abate de animais em outro município. 
  • Na verdade o custo desse abate sairá da seguinte forma R$ 48,00 da taxa, mais o couro, que em média é vendido por R$ 50,00, então se somarmos R$ 48,00 mais R$ 50,00, o custo total poderá chegar a R$ 98,00. Eu compreende que o comerciante não tem culpa do abatedouro esta fechado por isso não deveria pagar esse custo adicional, mas como foi acordado entre as partes tudo bem, o importante é que o povo seja beneficiado.
  • Essa regra deve valer também para dos distritos e  para os produtores que abastecem as escolas municipais com a merenda escola,  através da compra antecipada. 
  • Não será fácil construir um novo abatedouro em Quixelô, pois é muito caro para o Município, tanto a construção quanto a manutenção, sem contar que aquele terreno não tem as dimensões suficientes para comportar um abatedouro que atenda as normas da Vigilância Sanitária, ADAGRI.
  • Foi também comentado na reunião que quem teria denunciado o abate clandestino foi a oposição com objetivo de prejudicar a administração, ou seja reafirma que são favoráveis ao abate irregular, faltou informarem, que foi o PT em 2012, quando era oposição que fez as denuncias que levaram ao fechamento do Abatedouro de Quixelô. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário