terça-feira, 6 de outubro de 2015

Segundo o TRE, a responsabilidade pela definição dos locais de votação e distribuição de eleitores foi dos COMDICA`s.

Quixelô/CE 06/10/15- As eleições unificadas para membros dos Conselhos Tutelares, geraram problemas em todo Brasil e no Ceara não foi diferente. Em Quixelô a reclamação por parte dos candidatos e eleitores em geral. Filas enormes atraso no início da votação e trocas de urnas em algumas comunidades rurais de Quixelô marcaram essa primeira eleição unificado do conselho tutelar. Com relação a pequena quantidades de urnas e o agrupamentos das sessões, havia um entendimento de que teria sido uma determinação do TRE, no entanto segundo uma nota de esclarecimento publicada nesta segunda dia 05/10,  ficou bem claro que foi uma decisão do Município e não tribunal regional eleitoral. Nesta segunda dia 05 de outubro andando pelas ruas ouviu-se muitas reclamações por parte dos eleitores da sede, que não puderam votar devido o CMDCA ter disponibilizado apenas duas urnas na sede, sendo que uma delas com quase 2.500 eleitores. Ouviu-se também candidatos lamentando ter perdido a vaga entre os 05 escolhidos devido a desistências de seus eleitores que não quiseram esperar horas na fila para votar, os candidatos com peso eleitoral na sede se sentiram bastante prejudicados. De norte a sul do Brasil ouviu-se reclamações, em alguns municípios as eleições foram inclusive canceladas pelo ministério público ou pelos próprios Conselhos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes. Anteriormente ja havido acontecido 04 processos de escolhas dos membros do conselho tutelar, todos com cedulas eleitorais manuais.

  NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará esclarece que, a respeito das eleições para escolha dos novos conselheiros tutelares, em todo o Estado, ocorridas no último domingo, 4/10, a organização e fiscalização do pleito são de total responsabilidade de cada um dos 177 Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA). 
O TRE do Ceará atendeu às solicitações dos organizadores e colocou à disposição de 6 milhões de eleitores e dos COMDICA’s 4.026 urnas eletrônicas, em todo o Estado, para a realização das eleições, de maneira célere e segura. Todo o pessoal envolvido na organização do pleito, inclusive os mesários, foram selecionados sob a responsabilidade de cada Conselho em seus respectivos municípios, bem como a definição dos locais de votação e a distribuição dos eleitores nas seções que funcionaram nesses locais. 
Coube ao TRE dar o suporte adequado, seguindo com rigor o cronograma de treinamento dos colaboradores selecionados pelos COMDICA’s, além de prestar todo o apoio técnico para o bom funcionamento das urnas eletrônicas. Quanto ao processo de votação, o TRE enfatiza que a responsabilidade de organização e fiscalização foi exclusivamente dos COMDICA’s. 
O TRE-CE ressalta, ainda, que o processo de totalização dos votos também contou com a participação da Justiça Eleitoral e ocorreu de maneira célere, sendo encerrado na madrugada desta segunda-feira, poucas horas após a realização da votação. No entanto, a responsabilidade da divulgação dos resultados está a cargo de cada Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. 
Por fim, o TRE do Ceará reitera o seu compromisso com a sociedade e os cidadãos, ávidos por participar do processo de escolha de seus representantes em todas as esferas, e prosseguirá apoiando e contribuindo para o aperfeiçoamento das práticas democráticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário